Cassilândia, Sábado, 26 de Maio de 2018

Últimas Notícias

02/11/2013 14:01

Túmulo de menina queimada aos 7 anos reúne fiéis há mais de três décadas

Campo Grande News
Fiéis colocam velas, flores e bebem água de túmulo (Foto: Marcos Ermínio)Fiéis colocam velas, flores e bebem água de túmulo (Foto: Marcos Ermínio)

Morta em maio de 1979 depois de um incêndio na casa onde vivia, Fátima Aparecida Vieira continua sendo lembrada por muitos campo-grandenses no Dia de Finados. A menina que viveu até os 7 anos tem o túmulo, localizado no cemitério Santo Antônio, visitado por inúmeros fiéis que até a chamam de Santa Fátima crêem em milagres realizados pela menina.

Entre os milhares de túmulos do cemitério, o de Fátima se destaca. Com a pintura branca e os detalhes em cor de rosa, o sentimento ao chegar próximo do local é que alguém especial descansa no jazigo.

Ao redor da cova, muitas pessoas se aglomeram, acendem vela, deixam recados em pedaços de papel, rezam, se emocionam e bebem a água que mina da terra. Pouco tempo depois de enterrada, uma mina d’água foi descoberta próximo à cova de Fátima.

Na época, acreditava-se que a água era um milagre e um sinal de que Fátima poderia interceder por aqueles que a buscassem. Algum tempo depois, três jarros foram instalados ao lado do mausoléu e pessoas fazem filas para pegar um copo ou garrafa da água considerada milagrosa.

Josina Rodrigues tem 69 anos e desde que a morte de Fátima virou notícia ela frequenta o túmulo. Em todos os Dias de Finados, a aposentada faz questão de levar as filhas e as netas para agradecer e pedir por mais bênçãos.

“Eu acredito que ela pode interceder pela gente. Muita gente acredita nisso e bebe a água, eu tenho certeza que faz bem, se fizesse mal ninguém estaria aqui”, brinca Josina.

Elizângela Ferreira Peralta, de 33 anos, visita o túmulo desde criança. Apesar de confessar não saber os detalhes da morte de Fátima, a mulher acredita nos milagres. “Tem muitos agradecimentos para a Santa Fátima aqui no jazigo, com certeza ela pode nos ajudar”, completa.

Aos 50 anos, a vendedora Elza Maria faz questão e visitar o túmulo da menina Fátima todos os anos. Para ela, a intercessão é sempre a mesma: o bem das crianças. “Ela morreu muito novinha e isso faz com que ela possa trazer coisas boas para as criancinhas. Eu sempre trago uma criança comigo nesse dia e rezo pelos pequenos”, conta a vendedora.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 26 de Maio de 2018
Sexta, 25 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quinta, 24 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)