Cassilândia, Sábado, 24 de Junho de 2017

Últimas Notícias

08/06/2006 21:24

TSE volta atrás e diminui rigor da verticalização

Humberto Marques/Campo Grande News

Sete ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) reformularam hoje o entendimento feito há dois dias atrás, permitindo a flexibilização nas coligações eleitorais. O presidente do tribunal, Marco Aurélio Mello, foi o primeiro a mudar seu voto, admitindo que a última decisão da Corte seria “passível de falha”, segundo a Folha Online. “Não posso me substituir ao Congresso Nacional e insistir na verticalização pura”, afirmou Mello.

O TSE alegou que era preciso respeitar o princípio da segurança jurídica, que estabelece que as regras não podem ser alteradas na proximidade de seu vigor. “Não estou convencido que a decisão de terça-feira seja inconstitucional. O que me comove é o fator insegurança no meio político”, apontou o ministro Cezar Peluso.

Essa nova decisão permite que os partidos fechem alianças informais em Estados diferentes daquelas fechadas na disputa eleitoral – na terça-feira, o TSE havia deliberado que agremiações coligadas na disputa pela Presidência da República estavam proibidas de ser adversárias nos Estados. Isso se tornou um empecilho para o PFL e o PSDB, por exemplo, que terão candidatos próprios no Distrito Federal e seriam obrigados a cancelar a aliança em torno de Geraldo Alckmin (PSDB) ou abrir mão da disputa regional.

A reforma na decisão permitirá que partidos sem candidato na sucessão presidencial se aliem com qualquer sigla nos Estados. Com isso, outro partido beneficiado com a reforça na decisão foi o PMDB, que não deve ter candidatura própria à Presidência justamente para se manter livre na formalização de coligações nos Estados. Sem candidato, a legenda só poderia ter acordos com outros partidos que não possuíssem candidato a presidente ou não estivessem coligados com partidos na disputa. Isso atrapalharia os planos peemedebistas em Mato Grosso do Sul, uma vez que o pré-candidato André Puccinelli (PMDB) articula alianças com o PSDB e PFL, além de negociar com o PPS e o PDT.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 24 de Junho de 2017
Sexta, 23 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)