Cassilândia, Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

08/09/2006 19:31

TSE - 61,21% dos candidatos já declararam gastos

TSE

Até agora, por volta das 16 horas de hoje, 61,21% (12.217) dos candidatos já prestaram as contas parciais da campanha. O total de prestação de contas esperadas para todos os cargos corresponde a 19.958. Os números referem-se à segunda prestação de contas parcial, declarada pelos candidatos no dia 6 de setembro, cuja obrigatoriedade é estabelecida pela Lei 9.504/97 (Lei das Eleições), com a modificação introduzida pela Lei 11.300/06 (minirreforma eleitoral).


Importante esclarecer que os valores declarados na prestação parcial de setembro contêm os valores apresentados em agosto, ou seja, a quantia declarada na parcial de setembro já inclui aquela que foi informada no mês de agosto. O próprio sistema de prestação de contas, desenvolvido pela Justiça Eleitoral, soma, automaticamente, os valores declarados no dia 6 de setembro com aqueles informados em 6 de agosto.


O parágrafo 4º do artigo 28 da Lei das Eleições determina que "os partidos políticos, as coligações e os candidatos são obrigados, durante a campanha eleitoral, a divulgar, pela rede mundial de computadores (internet), nos dias 6 de agosto e 6 de setembro, relatório discrimando os recursos em dinheiro ou estimáveis em dinheiro que tenham recebido para financiamento da campanha eleitoral, e os gastos que realizarem, em sítio criado pela Justiça Eleitoral para esse fim, exigindo-se a indicação dos nomes dos doadores e os respectivos valores doados somente na prestação de contas final de que tratam os incisos III e IV do artigo 29 desta Lei."


Até agora, os Estados com o maior número de prestações de contas recebidas foram os seguintes: Roraima, com 77,06%; Rio Grande do Sul, 74,74%; Goiás , com 69,83%; Amapá, 68,75% e São Paulo com 68,10%.


Contas apresentadas por Estados:


A primeira coluna da tabela publicada abaixo indica a sigla da unidade da federação; a segunda coluna, da esquerda para a direita, o total de prestações esperadas para todos os cargos; a terceira coluna, o total de prestações recebidas para todos os cargos; a última coluna, o percentual já recebido. A sigla BR indica os números dos presidenciáveis.


AC 443 285 64,33%

AL 366 169 46,17%

AM 538 365 67,84%

AP 352 242 68,75%

BA 859 528 61,47%

BR 8 6 75,00%

CE 770 343 44,55%

DF 838 539 64,32%

ES 511 334 65,36%

GO 716 500 69,83%

MA 664 396 59,64%

MG 1596 755 47,31%

MS 289 185 64,01%

MT 332 214 64,46%

PA 678 383 56,49%

PB 369 246 66,67%

PE 765 339 44,31%

PI 319 216 67,71%

PR 884 393 44,46%

RJ 2359 1507 63,88%

RN 274 154 56,20%

RO 520 332 63,85%

RR 510 393 77,06%

RS 851 636 74,74%

SC 492 295 59,96%

SE 279 187 67,03%

SP 2912 1983 68,10%

TO 464 292 62,93%


Contas prestadas pelos presidenciáveis


Os candidatos à Presidência encaminharam ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no último dia 6, suas prestações de contas. As receitas obtidas referem-se a toda a campanha, até este momento.


O candidato Luciano Caldas Bivar, candidato à presidência pelo Partido Social Liberal (PSL) informou ao TSE ter obtido receita estimável em dinheiro no valor total de R$ 152.094,60 e declarou gasto zero. O comitê financeiro nacional do partido apresentou receita no valor total de R$ 289.032,36, já as despesas somam R$ 173.877,32.


O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e candidato da coligação A Força do Povo (PT-PRB-PCdoB) à reeleição, declarou ter arrecadado R$ 15.115.412,50 e gasto R$ 14.383.437,18. O comitê financeiro nacional do candidato, por sua vez, teve receita de R$ 22.325.928,52 e despesas no valor de R$ 19.954.163,80.


O candidato Geraldo Alckmin informou ao TSE que não obteve receita nem fez gasto na campanha. As arrecadações e gastos foram acumulados no relatório de contas do comitê financeiro do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). De acordo com os relatórios, o comitê financeiro do partido apresentou receita de R$ 21.000.295,00 e as despesas somam R$ 20.218.852,77.


O candidato à Presidência da República pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), Cristovam Buarque, recebeu R$ 950.010,00 e gastou R$ 914.502,08. O comitê financeiro do candidato do PDT não realizou gastos nem despesas, de acordo com o documento protocolado no TSE.


José Maria Eymael, candidato à Presidência da República do Partido Social Democrata Cristão (PSDC), informou que arrecadou R$ 267.726,00 e gastou R$ 101.800,75. Já o comitê financeiro nacional do partido arrecadou R$ 32.207,54 e gastou R$ 16.594,29.


A candidata à Presidência da República da coligação Frente de Esquerda (PSOL-PCB-PSTU), senadora Heloísa Helena, informou ter arrecadado R$ 62.200,75 e gasto R$ 60.319,15. Na prestação de contas entregue ao TSE a candidata não havia mencionado receitas ou despesas realizadas pelo seu comitê financeiro nacional.


O jornalista Rui Costa Pimenta, candidato à Presidência da República pelo Partido da Causa Operária (PCO), informou ter arrecadado, por meio do comitê financeiro nacional do partido, R$ 200. Por outro lado, Rui Pimenta comunicou ao TSE não ter arrecadado recursos referentes à sua candidatura.


A candidata Ana Maria Rangel, postulante ao cargo de presidente da República pelo Partido Republicano Progressista (PRP), não encaminhou ao TSE sua prestação de contas até esta sexta-feira.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 18 de Outubro de 2017
Terça, 17 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Segunda, 16 de Outubro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)