Cassilândia, Domingo, 19 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

16/10/2013 19:24

Tribunal de Justiça derruba, no mérito, lei estadual da "cantina saudável"

Mariana Lopes, Campo Grande News

Foi julgada inconstitucional a lei estadual que regulamenta os alimentos vendidos nas cantinas das escolas estaduais de Mato Grosso do Sul. A decisão foi dada na sessão desta quarta-feira (16), pelos desembargadores do órgão especial do Tribunal de Justiça (TJMS).

De acordo com a lei 4320, era “proibida a comercialização, confecção e distribuição de produtos que colaborem para acarretar riscos à saúde ou à segurança alimentar, dos consumidores, em cantinas e similares instalados em escolas públicas”.

Diante da lei, a Fecomércio (Federação do Comércio de MS) entrou com ação direta de inconstitucionalidade contra o governador do Estado, André Puccinelli, para derrubar a norma.

A Federação alegou que a lei deveria ser proposta pelo próprio governador, enquanto o autor é o deputado estadual George Takimoto (PSL). Outro argumento apresentado pela Fecomércio é de que a lei viola o princípio da livre iniciativa, que está presente no artigo 1º, inciso 4, da Constituição Estadual, que é corolário do artigo 170 da Constituição Federal.

Com as alegações apresentadas pela federação, o corpo de desembargadores acatou o pedido, declarando que a lei realmente é inconstitucional.

Segundo o consultor da Fecomércio, Fernando Camilo, a lei municipal da cantina saudável ainda não foi julgada, está apenas suspensa, por isso as cantinas dês escolas públicas ainda não estão liberadas para voltar a vender produtos industrializados.

Nesta quarta-feira, entidades, que participaram do Dia da Alimentação Saudável, fizeram abaixo-assinado em defesa da lei que proíbe a comercialização de produtos não considerados saudáveis nas escolas.

ImprimirShare on email

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Sexta, 17 de Fevereiro de 2017
20:33
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)