Cassilândia, Terça-feira, 23 de Maio de 2017

Últimas Notícias

18/05/2017 08:20

Tribunal concede liminar que livra Puccinelli de tornozeleira

Midiamax

O desembargador Paulo Fontes, do TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região), decidiu em caráter liminar nesta quarta-feira suspender o uso da tornozeleira eletrônica imposta ao ex-governador André Puccinelli (PMDB) pela 3ª Vara da Justiça Federal de Campo Grande. O ex-governador terá que pagar a fiança de R$ 1 milhão, que será retirado de suas contas bancárias bloqueadas, confirmou o advogado Renê Siufi.

O mesmo desembargador também decidiu hoje libertar o dono da Gráfica Alvorada, Mirched Jafar Junior. Ele está detido no centro de triagem no Presídio de Segurança Máxima da Capital desde o último dia 11. A decisão favorável ao habeas corpus já foi comunicada à Justiça Federal, e deve ser repassada ao estabelecimento penal, que procederá a soltura do empresário ainda hoje.

O TRF3 também mandou soltar o ex-secretário-adjunto da Fazenda, André Cance, anteontem, terça-feira (16). Dos três presos na quarta fase Lama Asfáltica, apenas um permanece encarcerado até a tarde desta quarta-feira (17), o ex-servidor comissionado da Secretaria Estadual de Educação, Jodascil Lopes.

Ao Jornal Midiamax, a advogada Andrea Flores, disse ter ingressado com pedido de liberdade Jodascil Lopes, na 3ª Vara Federal de Campo Grande. Ela informou acreditar que a causa deve ser definida até amanhã, quinta-feira (18).

A operação

Ao todo, 270 agentes da PF, CGU (Controladora Geral da União ) e Receita Federal desenvolveram as ações da
Máquinas de Lama, quarta fase da Operação Lama Asfáltica, nos municípios sul-mato-grossenses de Campo Grande, Nioaque, Porto Murtinho e Três Lagoas, além de São Paulo (SP) e Curitiba (PR). Foram cumpridos três mandados de prisão preventiva, nove de condução coercitiva, 32 de busca e apreensão além do sequestro de valores nas contas bancárias de pessoas físicas e empresas investigadas.

A investigação tem como objetivo desbaratar Organização Criminosa suspeita de desviou recursos públicos por meio do direcionamento de licitações públicas, superfaturamento de obras públicas, aquisição fictícia ou ilícita de produtos e corrupção de agentes públicos. Os recursos desviados passaram por processos de ocultação da origem, resultando na configuração do delito de lavagem de dinheiro.

A nova fase da investigação decorre da análise dos materiais apreendidos em fases anteriores, reunidos com fiscalizações, exames periciais e diligências investigativas, as quais permitiram aprofundar o conhecimento nas práticas delituosas da Organização Criminosa. Restaram ratificadas as provas de desvios e superfaturamentos em obras públicas, com o direcionamento de licitações e o uso de documentos ideologicamente falsos a justificar a continuidade e o aditamento de contratos, com a conivência de servidores públicos.

Os valores repassados a título de propina eram justificados, principalmente, com o aluguel de máquinas. As investigações demonstraram que estas negociações eram, em sua maioria, fictícias, com o único propósito de aparentar uma origem lícita aos recursos financeiros. (Matéria editada para correção de informações)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 23 de Maio de 2017
Segunda, 22 de Maio de 2017
21:25
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)