Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

15/08/2013 09:22

Treze médicos estrangeiros se inscreveram para trabalhar em MS

Viviane Oliveira, Campo Grande News

O primeiro mês de seleção do programa Mais Médicos, encerrado ontem (13), teve a confirmação de 25 médicos que vão atuar em Mato Grosso do Sul, sendo 12 brasileiros e 13 com registro profissional de fora do país. Dos 45 municípios que aderiram ao programa, apenas cinco foram contemplados. Os médicos começarão a atender na segunda quinzena de setembro.

Serão designados sete médicos para Campo Grande, cinco para Corumbá, um para Caracol, três para Ponta Porã e um para Sete Quedas. O número de vagas preenchidas equivale a 11,5% da demanda dos municípios, que pediram no total 217 médicos para completar o quadro na atenção básica do SUS (Sistema Único de Saúde).

Dos 1.618 médicos confirmados em todos os estados do Brasil na primeira seleção do programa, 1,096 já atuam no Brasil, 358 são estrangeiros e 164 são brasileiros graduados no exterior. Cerca de 6,5 milhões de pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) serão beneficiados na primeira etapa do Mais Médicos.

Os profissionais atuarão em 579 municípios e 18 DSEIs (Distritos Sanitários Especiais Indígenas). A maioria (67,3%) dessas regiões está em áreas de extrema pobreza e distritos de saúde indígena. As demais 32,7%, em periferias de capitais e regiões metropolitanas.

O desempenho do primeiro mês programa cobriu 10,5% da demanda apresentada pelos 3.511 municípios que aderiram ao programa e apontaram a existência de 15.460 vagas nas unidades básicas de saúde. Mais de 1.096 cidades prioritárias não receberão profissionais neste momento, de um total de 2.032 que ficaram de fora.

Segunda etapa - O Ministério da Saúde abre na próxima segunda-feira (19) inscrições para a segunda seleção mensal para médicos brasileiros e estrangeiros. Também será permitida a entrada de novos municípios no programa.

Dos 18 distritos indígenas que receberão médicos, 15 estão no Norte, um no Nordeste e dois no Centro-Oeste, dessa vez Mato Grosso do Sul não foi contemplado.

No estado já foram investidos R$ 31,6 milhões para obras em 191 unidades de saúde e R$ 7,4 milhões para compra de equipamentos para 69 unidades. Também foram aplicados R$ 16,9 milhões para construção de nove UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) e R$ 26,5 milhões para reforma e construção de 20 hospitais.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)