Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/11/2014 16:40

Três podem ter matado garoto a tiro e com espeto, suspeita delegada

Campo Grande News

O estudante Paulo Ricardo, que completaria 11 anos amanhã e foi encontrado morto em uma chácara ao lado do lixão do Jardim Noroeste na madrugada desta sexta-feira (28), foi assassinado com requintes de crueldade. Deficiente, o garoto pode ter sido morto com um tiro e com um espeto utilizado para catar materiais recicláveis. A Polícia suspeita que três pessoas participaram do crime.

Veja Mais
› Menino é morto a tiros e mãe sofre parada cardíaca ao receber notícia
› Homem morto por delegado era bipolar e estava armado, diz polícia

Um frentista de um posto de combustível ouviu um tiro por volta das 2h da madrugada de hoje. E, por volta das 10h30 de hoje, ele encontrou o corpo do menino em uma chácara ao lado do lixão do Jardim Noroeste, na saída para Três Lagoas.

Policiais foram ao local e constataram que o menino tinha marcas de chutes nas costas e ferimentos na cabeça. Ele tinha duas perfurações na cabeça. Segundo a delegada Daniela Kades de Oliveira Garcia, da 3ª Delegacia de Polícia, um dos sinais pode ser de arma de fogo. O outro buraco é parecido com o feito por um espeto de ferro utilizado pelos catadores de lixo.

Ela contou, ainda, que o casal dono da chácara, onde o corpo foi encontrado, não estava na residência e está viajando. As pegadas no local do assassinato indicam que três pessoas participaram do crime. Como um chinelo feminino foi encontrado, a delegada acredita que uma mulher é um dos três suspeitos.
O menino freqüentava a Escola Especial Colibri e foi vítima de abuso sexual quando tinha sete anos de idade, em 2011.

Segundo relatos de testemunhas, a criança vivia pedindo esmolas no lixão e vivia como menino de rua. A mãe, Luciana de Lima Simão, 27, que sofreu uma parada cardíaca ao saber da morte do filho, está grávida de cinco meses e tem outros três filhos, de 2, 4 e 5 anos.

O pai, Laer Rodrigues Camargo, 39, também será ouvido sobre o crime.

O corpo do menino foi encaminhado para o IMOL (Instituto Médico e Odontológico Legal) e o homicídio é investigado pela 3ª DP.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)