Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/12/2010 00:45

Três Lagoas: "Dormi rica e acordei pobre", diz mulher

Perfil News/ Guta Rufino

Em Três lagoas, uma aposentada de 78 anos foi surpreendida por um grande golpe. Segundo a mesma, “Dormi rica e acordei pobre”.

Era sábado (27) quando a mulher recebeu em sua residência uma correspondência na qual em seu interior constava um falso documento onde havia uma proposta tentadora.

Nos papeis, que usavam o nome da Previdência Privada e Capitalização do Brasil (PPCB) para aplicar o golpe, a aposentada teria direito a mais de R$ 66 mil e mais uma aposentadoria no valor de 6 salários mínimos, o que corresponde R$ 3,060 mil. De acordo com a correspondência , a aposentada teria direito ao dinheiro por ter pago um plano de previdência privada durante 13 anos e 5 meses.

Na carta, havia a informação de que a pessoa precisaria entrar em contato “urgente” por um determinado telefone.

A pessoa contemplada apenas teria direito ao dinheiro caso depositasse o valor de R$ 1.260 mil, na conta de determinado advogado, para que o mesmo tomasse as providências cabíveis a fim de liberar a falsa aposentadoria.

A idosa tentou entrar em contato com o remetente através do número fornecido no “documento”, porém o número de telefone não atendia.

No dia seguinte, familiares realizaram buscas na internet para encontrar um meio de entrar em contato com a PPCB. A aposentada e familiares levaram um susto. A correspondência se tratava de um golpe.Em procura por sites de busca, foi possível contatar relatos, matérias de jornais e várias notas sobre vítimas do golpe.

A mulher, que de início acreditou na correspondência já havia feito até planos no dia que recebeu a correspondência, e no dia seguinte, descobriu que se tratava de um golpe. “Dormi rica e acordei pobre”, disse a destinatária da carta.

Por sorte foi possível que a aposentada descobrisse que a correspondência se tratasse de uma fraude, e não enviasse dinheiro algum ou informações pessoais a mais.

A PPCB é uma empresa fantasma e não consta nos registros da Superintendência de Seguros Privados (Susep), do Ministério da Fazenda. A mesma também não apresenta o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), informação obrigatória.

De acordo com dados da Susep, 1.832 denúncias foram realizadas no ano passado com relação ao golpe.

COMO SE PREVENIR DO GOLPE

De acordo com informações da Susesp, idosos, viúvas e aposentados são as vítimas preferenciais para os golpistas.

Os estelionatários possuem algumas ou várias informações das pessoas, o que serve de isca para tornar a correspondência o menos falsa possível.

Em caso de dúvidas deve-se procurar os canais de atendimento da Susep pelo site, www.susep.gov.br para obter orientações.

COMO DEVE PROCEDER A DENÚNCIA

A Susep não recebe denúncias anônimas. A vítima do golpe ou pessoas que receberam correspondências de origem duvidosa devem enviar documentos ou dados que comprovem a tentativa de golpe. As denúncias são encaminhadas ao Ministério Público para investigação.

A DÚVIDA QUE NÃO QUER CALAR

A aposentada, que reside em Três lagoas e recebeu o falso documento, está indignada de como os estelionatários que aplicam estes determinados golpes conseguem informações pessoais das vítimas.

Esta matéria é uma alerta para que não só a população três-lagoense, mais todo o estado e país fiquem atentos quanto a este e demais golpes.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)