Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/11/2007 09:16

TRE/MT cassa mais um deputado por compra de votos

24horasnews

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso decidiu cassar o mandato do deputado estadual licenciado Gilmar Fabris, do DEM. Emdecisão unânime, O voto do relator, que conduziu a decisão do pleno, diz que há “comprovação inabalável” dando conta da compra de votos praticada pelos partidários de Fabris, opinião seguida por todos os juízes membros do TRE-MT.

A representação por compra de votos, fundamentada no art 41-A do código eleitoral, foi iniciada no município de Poxoréu, através de denúncia encaminhada ao Cartório Eleitoral. A denúncia deu origem a um mandado de busca e apreensão na residência de Sandra Soares Silva. Na ação determinada pelo juiz eleitoral de poxoréu foi apreendida uma caderneta com nomes e local de votação de 99 eleitores, principal prova citada pelos membros do pleno.

A cabo eleitoral de Fabris confessou a execução do delito e relatou que, a pedido de Walterly Ribeiro da Silva, pessoa ligada ao candidato Gilmnar Fabris, passara a trabalhar em prol de sua campanha, oferecendo a eleitores a importância de R$ 25,00 para que votassem no candidato do então Partido da Frente Liberal. Disse, ainda, que muitas pessoas, sabendo disso, passaram a procurá-la, a fim de também “venderem” seus votos.

No processo, a mulher admitiu, igualmente, que o caderno apreendido era utilizado para registrar dados dos eleitores que haviam aceitado o negócio escuso, para posterior acerto de contas. "O candidato nunca se envolve pessoalmente na negociata, até porque isso despertaria muito mais a atenção das autoridades públicas" - observou o Ministério Público Eleitoral na ação contra Fabris.

Além de perder o mandato, Gilmar Fábris deverá pagar multa de 1.000 ufir´s, pena também aplicada à correligionária de Fábris, Sandra Silva.

Fabris é o terceiro político cassado pelo TRE em Mato Grosso, referente as eleições de 2006. Na quinta-feira, o tribunal tornou inválido os diplomas dos deputados Pedro Henry (PP), federal; e Chica Nunes (PSDB), estadual, ambos acusados por praticarem abuso de poder econômico, através da captação ilegal de votos, em Cuiabá.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)