Cassilândia, Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Últimas Notícias

29/01/2014 13:00

Travesti reconheceu policiais e armou emboscada que terminou em morte

Campo Grande News

Fingindo colaborar com as investigações, sobre o roubo de jóias e inclusive uma corrente avaliada em R$ 80 mil, o travesti de nome Natália teria dito ao investigador Osmar Ferreira, 39 anos, que poderia entrar no imóvel e que entregaria o objeto. A Polícia foi ao local na noite de ontem (28), no bairro Campo Nobre, porque recebeu a informação de que uma quadrilha estava “negociando” jóias por um valor muito inferior ao do mercado.

Sem utilizar nada que o identificasse como policial e com livre acesso, ele entrou na casa. Osmar, horas antes, ainda tinha ligado para um dos bandidos para negociar a compra da jóia, mas foi reconhecido pela travesti ao chegar no imóvel.

O travesti, conforme o registro policial, pediu a outra pessoa que estava na casa para buscar a corrente no quarto. Na hora da entrega, esta terceira pessoa olhou firmemente para o policial e foi empurrada por ele. No entanto, o travesti o golpeou no pescoço e ele então desmaiou, após ser imobilizado por mais algumas pessoas.

Assim que acordou, ele saiu do imóvel e encontrou Dirceu Rodrigues dos Santos, 38 anos, já morto. Este policial tinha ficado na esquina, cuidando da movimentação, enquanto o colega tentava recuperar os pertences roubados. Osmar se deparou então com a chegada de viaturas e o Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) e inclusive informações de que o carro em que estavam, um Palio, foi abandonado quadras a frente.

Já Dirceu, que foi morto com três tiros segundo o delegado Fábio Peró, ainda tentou correr assim que recebeu o primeiro tiro na barriga. No entanto, ele caiu ajoelhado metros adiante e foi alvejado mais duas vezes, na nuca e na testa.

Osmar foi socorrido e deu entrada no Prontomed da Santa Casa, às 5h59, sendo liberado horas depois. Já Dirceu deixa três filhos. O velório acontece neste momento, na rua Dolor Ferreira de Andrade, esquina com a 13 de maio, no Bairro São Francisco.

Flagrante - A Polícia registrou a ocorrência como homicídio doloso qualificado por assegurar a execução, a ocultação, impunidade ou a vantagem de outro crime, além de furto, lesão corporal dolosa, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, receptação e resistência e finaliza o flagrante na manhã desta quarta-feira (29), na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Junho de 2017
Segunda, 26 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)