Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

12/12/2004 09:59

Tratamento supervisionado de tuberculose será ampliado

ACS - Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde cumpre mais uma etapa para a expansão da estratégia do Tratamento Diretamente Observado para a Tuberculose (DOTS). Técnicos das secretarias estaduais de saúde do Acre, Amazonas, Roraima e Rondônia participam, amanhã, em Brasília, de uma oficina promovida pela Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) cujo objetivo é o de preparar os gestores para a ampliação do tratamento supervisionado dos pacientes com tuberculose. Participam também técnicos das secretarias municipais de saúde das capitais destes estados.

Um dos desafios no controle da tuberculose é impedir que o paciente abandone o tratamento, levando o bacilo que causa a doença a criar resistência aos produtos. Apesar de ter cura e de o Sistema Único de Saúde (SUS) fornecer a medicação contra a doença, a tuberculose acomete 85 mil pessoas a cada ano no Brasil, levando cerca de 6 mil a óbitos.

Causada pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis), a tuberculose pode ser transmitida pela tosse de um indivíduo doente. Os sintomas mais comuns são febre, tosse, cansaço e perda de apetite. Mais de 90% dos casos de tuberculose são da forma pulmonar, mas a doença pode atingir vários outros órgãos do corpo (pele, rins, meninges).

A tuberculose é mais comum em jovens e adultos, mas as crianças têm mais facilidade para contrair a doença. Quando existe um caso em adulto, grande parte das crianças de seu convívio são infectadas. A principal medida para controlar a doença é o diagnóstico precoce: todas as pessoas que apresentam tosse com catarro há mais de três semanas são considerados sintomáticos respiratórios e devem procurar uma unidade do SUS para realizar o exame de escarro para tuberculose.

Este ano, a SVS já promoveu a oficina para as secretarias estaduais de saúde da Bahia, Ceará, Maranhão e Pernambuco e secretarias municipais de saúde das capitais destes estados.

A oficina ocorrerá a partir das 8h30min.desta sexta-feira, no Hotel Nacional, no Setor Hoteleiro Sul, Quadra 1, Bloco A.

Mais informações
Assessoria de Imprensa da Secretaria de Vigilância em Saúde
Tel.: (61) 315-3676 / 3678 / 9645-3628
Fax: (61) 315-3338
E-mail: svs@saude.gov.br

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)