Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/05/2004 10:48

Trabalhador rural é segurado especial da Previdência

AgPrev

O trabalhador rural também deve contribuir para a Previdência Social. Dessa forma, ele garante direitos importantes que possibilitam uma melhor condição sócio-econômica. Até 25 de julho de 1991, o trabalhador do campo não precisava contribuir e tinha direito a benefício de meio salário mínimo. Com a lei n° 8.213, o regime previdenciário estendeu-se para uma gama maior de trabalhadores, desde então enquadrados em uma classificação específica.

É considerado trabalhador rural o empregado que trabalha para empresa ou proprietário rural, inclusive o safrista, o volante, o temporário, o eventual e o contribuinte individual, aquele que presta serviço a uma ou mais pessoas, sem vínculo empregatício, exercendo atividades eventuais, como, por exemplo, os bóias frias. Nesta categoria também estão o produtor rural, que explora atividade agropecuária, pesqueira ou de extração de minerais, com auxílio de empregados, e o trabalhador avulso, que presta serviço sem vínculo empregatício, obrigatoriamente através do sindicato da categoria.

O produtor, o pescador artesanal e seus assemelhados, desde que trabalhem em regime de economia familiar, sem empregados, também são trabalhadores rurais e, portanto, segurados especiais. Também estão inclusos o cônjuge, companheiro, companheira, bem como filhos maiores de 16 anos de idade que sejam membros do grupo familiar e exerçam atividade rural nas mesmas condições. O parceiro, o meeiro, o comodatário e o arrendatário rurais também são considerados segurados especiais, desde que tenham tais condições comprovadas mediante contrato.

Cumpridas as exigências, o contribuinte rural inscrito na Previdência Social tem direito aos benefícios de aposentadoria por idade, auxílio-doença previdenciário, aposentadoria por invalidez acidentária, auxílio-doença por acidente de trabalho, aposentadoria por invalidez previdenciária, auxílio-acidente, salário-maternidade, pensão por morte e auxílio reclusão.

A responsabilidade de inscrever-se no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a fim de ter o seu benefício garantido no momento necessário é de responsabilidade do próprio trabalhador. Qualquer informação sobre a inscrição e os documentos exigidos pode ser obtida no site da Previdência (www.previdencia.gov.br)ou pelo telefone 0800 78 0191.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)