Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

24/05/2015 08:55

Torcida organizada ficará em silêncio

Portal Terra

Em um "comunicado a toda família palestrina", como o próprio texto se intitula, as torcidas organizadas do Palmeiras , encabeçadas pela Mancha Alvi Verde, enumeraram em uma espécie de manifesto as razões pelas quais seguirão protestando em jogos no Allianz Parque. Assim como aconteceu contra o Atlético-MG , na primeira rodada da Série A, o jogo contra o Goiás , na manhã deste domingo, será marcado pelo silêncio atrás de um dos gols - desta vez, contudo, apenas no primeiro tempo.

O comunicado divulgado no perfil da Mancha no Facebook garante que, durante o primeiro tempo, as organizadas, que discordam dos altos preços do ingresso e do sócio-torcedor, assistirão ao jogo sentadas e em silêncio, e que, a partir do intervalo, soltarão a voz para empurrar o time e fazer "a festa que sabem fazer".

O texto salienta a necessidade de dialogar com a diretoria para encontrar um ponto comum em meio aos diferentes interesses. "lembre-se que não há estádio 'caldeirão' sem as torcidas cantando e fazendo festa na arquibancada. E lembre-se que o torcedor organizado também consome os produtos do Palmeiras, pay-per-view, Avanti".

Ao enumerar os motivos do protesto, o primeiro aspecto levantado é o aumento do programa de sócio torcedor do clube - o Avanti. A mudança nos preços, inclusive, aconteceu na semana que antecedeu a estreia no Brasileiro, diante do Atlético, e, em parte, foi o estopim para o silêncio. Na carta, os organizados consideram o aumento de até 60% um absurdo. "Querem explorar o torcedor. Não podem achar que a salvação financeira do clube é a bilheteria", diz o comunicado.

A não gratuidade para crianças é outro fator que incomoda. A nova política de administração da Arena, que é feita de forma conjunta entre Palmeiras e a construtora WTorre, obriga até mesmo que crianças de colo paguem entrada. "Até criança que não ocupa cadeira tem que pagar para entrar no estádio. Pedimos gratuidade para todas as crianças até dez anos", diz o texto, que ainda aponta eventuais benefícios dos conselheiros com relação a ingressos.

O preço excessivo dos ingressos em todos os setores nos jogos dentro de casa, e inclusive quando o time joga como visitante, é o que mais estimula as manifestações das organizadas. "Muitos torcedores apaixonados pelo Palmeiras estão sendo prejudicados e pedimos uma solução", diz o texto, seguindo uma proposta. "Entendemos que no estádio tem que haver um setor para os menos abastados financeiramente porque o Palmeiras é de todos. Na situação econômica atual do País, o valor mínimo que entendemos ser o mais justo é R$ 50".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)