Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

21/07/2004 16:51

Tontura: um problema maior para o idoso

Bianca Simone Zeigelboim

A expectativa de vida humana aumentou de 50 para 74,5 anos desde o início do século passado. Sabe-se que o envelhecimento gera modificações estruturais e funcionais no organismo, diminuindo a vitalidade e favorecendo o aparecimento de diversas doenças. As tonturas são comuns em todas as faixas etárias, principalmente nos idosos e no sexo feminino.

Estima-se que uma em cada 10 pessoas no mundo tem ou teve tontura de origem labiríntica. A tontura constitui o segundo sintoma de maior prevalência, perdendo em freqüência para a cefaléia (dor de cabeça), a partir dos 65 anos. De acordo com estudos, em indivíduos com mais de 75 anos, a prevalência é da ordem de 80%.

A redução da função labiríntica na população, com idade superior a 70 anos, pode limitar as atividades físicas ou tornar o indivíduo dependente, além de gerar um forte impacto psicológico, diminuindo a qualidade de vida.

O envelhecimento também provoca diminuição da audição (presbiacusia). Outros fatores, além do processo de envelhecimento natural, estão relacionados, dentre eles ressaltamos a exposição a ruído, fatores vasculares, metabólicos e hereditários. Em geral, a perda de audição é do tipo neurossensorial, bilateral, simétrica e mais acentuada nas freqüências mais agudas.

As principais formas de tratamento para as disfunções vestibulares são medicamentosa, cirúrgica e reabilitação labiríntica. A reabilitação labiríntica pode promover a cura completa em 30% dos casos e diferentes graus de melhora em 85% dos indivíduos. Esse tipo de intervenção é desenvolvido por fonoaudiólogos, e visa contribuir na formulação de procedimentos e técnicas voltadas a superação e/ou a redução dos efeitos nocivos decorrentes da vertigem.

É importante ressaltar que esse problema atinge um número significativo de idosos que vem gradativamente aumentando mundialmente. Acompanhando esse crescimento, o Brasil também possui uma população idosa cada vez maior devido às melhorias de condições da saúde pública e aos avanços da medicina. Atualmente 15 milhões de pessoas têm mais de 60 anos; no ano de 2005 o Brasil será o 6º país no mundo com o maior número de idosos, em torno de 32 milhões, de acordo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), referente ao ano de 2000, registraram quase 25 mil brasileiros com idade acima de 100 anos. De acordo com a OMS, em 2025 serão dois bilhões de pessoas com mais de 60 anos em todo o mundo.

Gostaria de ressaltar que, com o aumento gradativo da população idosa, o exame do labirinto (exame específico para quem tem tontura) é de grande ajuda na detecção de alterações originadas por este órgão, bem como, de uma intervenção precoce por meio da reabilitação labiríntica, permitindo que o idoso retorne o mais rápido possível as suas atividades de vida diária.



*Por Bianca Simone Zeigelboim, fonoaudióloga, doutora em Ciência dos Distúrbios da Comunicação Humana pela UNIFESP – Escola Paulista de Medicina, Responsável pelo Laboratório de Otoneurologia e Coordenadora do Programa de Mestrado em Distúrbios da Comunicação da Universidade Tuiuti do Paraná.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)