Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/10/2013 19:37

TJMS suspende contrato devido superfaturamento em passagens áreas

Bruna Girotto

O Tribunal de Justiça do Estado (TJMS) suspendeu um contrato de compra de passagens aéreas com a empresa de turismo V.B.T.E. Ltda – ME, após ter descoberto um esquema de superfaturamento que pode ter dado um prejuízo de cerca de R$ 90 mil. As investigações realizadas pela Assessoria de Inteligência do TJMS constataram que o prejuízo aos cofres públicos equivale a aproximadamente 50% do valor que efetivamente deveria ter pago à empresa contratada.

Depois de pesquisar, aleatoriamente, 18 casos de viagens áreas realizadas por servidores e magistrados, a Assessoria de Inteligência do TJMS apurou que todos apresentaram indícios de superfaturamento. O Tribunal de Justiça teria efetuado pagamento aproximado de R$ 24.184,79 pela compra das passagens aéreas, já com o desconto ofertado pela empresa contratada, quando deveria pagar cerca de R$ 16.185,07. Considerando que a empresa V.B.T.E. Ltda venceu a licitação recentemente e já vinha prestando serviços via contrato anterior, a estimativa é de que chega a R$ 90 mil o total superfaturado.

Na licitação, a empresa tinha se comprometido a dar, por meio de lance, um desconto de 18%, mas na execução contratual o desconsiderou e ainda majorou os valores das passagens. Agindo dessa forma, a empresa teria provocado a inexecução voluntária total do contrato, vez que não cumpriu as cláusulas do pacto administrativo firmado, abrindo margem para sua futura anulação. Suspeita-se que o lance 18% menor ofertado foi feito para impedir a competição entre as demais empresas.

Ao decidir pela suspensão do contrato, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Joenildo de Sousa Chaves, também determinou a retenção de qualquer valor que eventualmente devesse ser pago á empresa. Ordenou ainda a suspensão de todas as viagens aéreas de servidores e magistrados até que os fatos sejam plenamente apurados.

Em caso de viagens urgentes e as institucionais, conforme a decisão, deverá haver prévia e expressa autorização da Presidência do Tribunal de Justiça. Magistrado ou servidor que viajar terá direito a posterior ressarcimento, desde que apresente comprovante da despesa efetivada.

Como os fatos podem configurar crime contra a administração pública e delito previsto na Lei de Licitações (Lei 8.666), o Tribunal de Justiça irá remeter as peças da investigação para a Delegacia Especializada de Defraudações, requisitando a instauração de inquérito policial.

Joenildo determinou, ainda, a juntada do relatório da Assessoria de Inteligência no processo administrativo que regula o contrato e a intimação à empresa para que, no prazo de 10 dias, se manifeste acerca da notícia de fraude à licitação, falsificação de documento e fraude ao contrato.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)