Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/11/2011 13:55

TJMS recebe denúncia contra Prefeito de Naviraí

TJMS

Por maioria, a Seção Criminal recebeu a Denúncia nº 2010.026815-3 movida pelo Ministério Público em face de Z. de B., prefeito de Naviraí, por denunciação caluniosa. Conforme o MP, no dia 1º de outubro de 2007, ele teria representado dois delegados de polícia civil ao secretário Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), o que resultou na instauração de investigação administrativa na Corregedoria da Polícia Civil, acusando-os de crime de abuso de autoridade.

O denunciado requereu a rejeição da denúncia alegando ausência de elementos essenciais à tipificação do delito como instauração de sindicância ou de processo administrativo para apuração dos fatos; arquivamento de inquérito policial ou absolvição judicial atestando a falsidade da imputação; dolo, isto é, a ciência do denunciado quanto à inocência dos representados.

Segundo o relator do processo, o desembargador em exercício Francisco Gerardo de Souza, “A conduta do denunciado amolda-se, em princípio, ao tipo legal em tela, pois deu causa (procurou o Secretário de Justiça e Segurança Pública, relatando o ocorrido e buscando providências) à investigação administrativa contra os delegados de Polícia Civil (Corregedor-Geral da Polícia Civil instaurou e concluiu investigação administrativa para apuração dos fatos), imputando-lhes a prática de crime de abuso de autoridade”.

Além disso, observou que “Não cabe, em sede de cognição sumária, revolver o conjunto fático-probatório a fim de perquirir a existência do dolo do agente. Nesta linha, as questões postas pelo denunciado no sentido de que não tinha consciência da inocência dos delegados de polícia imprescinde de uma cognição profunda. Fazê-la, contudo, implicaria antecipar a prestação jurisdicional de mérito”.

Para o relator, a peça acusatória está formalmente perfeita ao descrever com clareza e objetividade a ocorrência dos fatos que configuram o crime de denunciação caluniosa. Desta forma, concluiu o magistrado que estão presentes os requisitos legais exigidos para o recebimento da denúncia.

Autoria do Texto:Assessoria de Imprensa

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)