Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/08/2005 09:05

TJMS julga procedente pedido de intervenção em Dourados

Marília Capellini - Portal TJ/MS

Por maioria, na sessão do Tribunal Pleno desta quarta-feira (3), os desembargadores julgaram procedente o pedido de intervenção estadual em Dourados, interposto por E. N. da S., sob o argumento de que o município não pagou precatório oriundo de ação de indenização por danos materiais, no valor de R$ 185.632,74. Constam dos autos nº 2003.003123-5, que o pagamento deveria ter ocorrido em 9 de março de 1998. O MP opinou pelo afastamento do pedido de suspensão e parcelamento do pagamento do devido precatório.

Na sessão anterior, o relator do processo, Des. Ildeu de Souza Campos, votou pela aplicação da emenda constitucional nº 30/2000, que permite o parcelamento do débito e concede novo prazo ao devedor para liquidação do débito, por entender que não houve descumprimento de ordem judicial para quitação do montante devido. Para apreciar melhor a questão, o Des. Nildo de Carvalho pediu vista dos autos e na sessão de hoje, acompanhado pela maioria, votou pelo não parcelamento e julgou procedente o pedido de intervenção.

Ao fundamentar seu voto, o Des. Nildo apresentou uma síntese de todo o processo e explicou que o pedido de parcelamento deve ser indeferido por estar patente a falta de pretensão do município em saldar o débito, que se arrasta de 1998, apesar de diversas requisições e, inclusive, com promessa de envio ao Legislativo local da lei orçamentária, na qual seria incluído o valor.

“O pedido de intervenção”, disse o Des. Nildo, “acaba por ser o único a ser decidido pois, tivesse a municipalidade a intenção de quitar seus débitos, não esperaria o decurso de quase cinco anos, após a divulgação da EC nº 30/2000 para depois, compelido pela presente ação, propor o início do pagamento. (...) Comunique-se ao governador do Estado de MS”.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)