Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/03/2009 13:46

TJ nega revogação de flagrante a procurador Zeolla

Ângela Kempfer, Campo Grande News

Em decisão proferida nesta manhã, o Tribunal de Justiça do Estado negou o pedido para reconsideração da autuação em flagrante do procurador Carlos Alberto Zeolla, preso pelo assassinato do sobrinho, na terça-feira passada. Com a decisão do desembargador Romero Osme Dias, ele continuará preso.

A defesa havia apresentado a solicitação, argumentando que não cabe ao delegado de Polícia Civil autuar um procurador em flagrante.

“Como se trata de um procurador, o delegado pode prender, mas na hora de autuar, quem deve faze-lo é o procurador-geral, devido a lei orgânica do Ministério Público Estadual”, alegou o advogado Ricardo Trad.

Caso o flagrante fosse desconsiderado, o procurador poderia responder ao processo em liberdade. A defesa já recorreu à Procuradoria-Geral de Justiça.

Ontem, após confessar o crime ao Ministério Público Estadual, Zeolla voltou às dependências do Garras. O motivo seria briga familiar entre os dois.

A defesa também tenta a transferência do procurador para prisão hospitalar ou domiciliar. O advogado alega insanidade mental, apresentando laudos de psiquiatras. Segundo o advogado, Carlos Alberto Zeolla não tem condições de permanecer no Garras.

Ricardo Trad irá apresentar hoje laudos médicos e psiquiátricos para serem anexados ao requerimento de insanidade mental. Segundo a defesa, no momento do crime, o procurador não tinha capacidade mental de resolver o caso.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)