Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/11/2010 05:49

TJ nega indenização a advogado que teria sido humilhado

Jorge Almoas, Campo Grande News

A 1ª Turma Cível do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) negou por unanimidade o pedido de indenização feito por uma advogado, que diz ter sido humilhado por uma notícia veiculada em uma rádio de Aquidauana, cidade localizada a 135 quilômetros de Campo Grande.

O fato narrado pelos dois locutores da Rádio Difusora de Aquidauana era de que o advogado foi conduzido à delegacia de polícia por ter desacatado os policiais militares, além de atrapalhar o serviço da guarnição.

Após noticiar o ocorrido, os locutores teceram comentários sobre a profissão de advogado. Em sua defesa, o bacharel em Direito reclama que a notícia teve caráter degradante e não preservou sua identidade. O advogado disse ainda que os fatos não eram reais, mesmo com registro em boletim de ocorrência.

O pedido de indenização foi julgado improcedente em 1° grau. Na análise do recurso, o desembargador João Maria Los, relator do processo, disse que não há provas de que a matéria publicada pela rádio de Aquidauana tenha causado agressão psíquica, moral ou intelectual, capaz de provocar perturbações.

Na avaliação do desembargador, o advogado diz que os fatos narrados ofenderam sua honra, porém não cita que as informações alegadas pelo suposto prejudicado constavam em documentos policiais.

Lós considera que a matéria jornalística não foi sensacionalista, pois a notícia divulgada foi fiel ao que estava registrado nos boletins de ocorrência policial, não tendo excesso por parte dos radialistas, nem afirmação de que os fatos narrados correspondiam com a verdade.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)