Cassilândia, Quarta-feira, 24 de Maio de 2017

Últimas Notícias

27/02/2007 19:40

TJ não autoriza menor de 16 anos contrair núpcias

TJ/MS

O Tribunal de Justiça manteve a sentença prolatada pelo Juiz de Direito da Vara Única da Comarca de Pedro Gomes que julgou improcedente, por impossibilidade jurídica, o pedido formulado por J. G de M, nos autos de ação declaratória de suprimento de idade e de consentimento para casar.

A recorrente, com 15 (quinze) anos de idade à época do recurso, alegou em sua defesa que além de possuir boa imagem e ser religiosa, e tinha ao seu favor as exceções previstas no artigo 1.520 do Código Civil/02, que não são taxativas, por existir outras hipóteses para o suprimento de idade que não seja a gravidez e a imposição de penalidade criminal.

O Desembargador Rubens Bergonzi Bosssay delineou comentários a respeito da capacidade de fato e a capacidade jurídica. A primeira, inserida no artigo 1.517 do Código Civil , diz que um dos requisitos para que ocorra a celebração do casamento é que os nubentes tenham capacidade de fato, mesmo que relativa, e a segunda inserida no artigo 2º e artigo 1º do mesmo código, é que todos possuem a chamada capacidade de direito, mas nem todos são autores de capacidade de fato. Essa capacidade de fato ou de exercício é a aptidão física que o indivíduo possui para adquirir direitos e contrair obrigações.

No caso em comento, a apelante possui capacidade de direito, mas não possui aptidão para exercer, por si mesma, os atos da vida civil, que no presente caso, seria o de contrair núpcias com idade inferior aos dezesseis anos de idade.

A Procuradoria-Geral de Justiça em seu parecer aduziu que o simples fato de estarem noivos há mais de 9 (nove) meses, mas impedidos de manter relacionamento íntimo, antes do casamento, por serem evangélicos, por si só não justifica o suprimento judicial almejado por completa ausência de amparo legal.

Assim, a Apelação Cível – Jurisdição Voluntária nº 2006.019636-1, fora conhecida e com o parecer, negado seu provimento, e a sentença mantida pelos seus próprios fundamentos.


Autoria do Texto:Secretaria de Comunicação Social

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 24 de Maio de 2017
Terça, 23 de Maio de 2017
Segunda, 22 de Maio de 2017
21:25
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)