Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

04/02/2009 12:39

TJ livra Estado de pagar tratamento médico fora de MS

Aline dos Santos, Campo Grande News

O TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) derrubou a liminar do juiz da 2ª Vara de Cassilândia, Silvio Prado, que obrigava o Estado a oferecer tratamento especializado às pessoas que necessitassem de atendimento fora do município.

Na decisão liminar, o juiz havia determinado que, em todos os casos de urgência e emergência detectados pelos médicos de Cassilândia, o Estado deveria providenciar o atendimento especializado. Caso não houvesse tratamento ou vaga na rede pública, o Estado deveria custear o atendimento na rede privada e até mesmo fora de Mato Grosso do Sul.

De acordo com o MPE, alguns pacientes chegavam a morrer devido à falta de vagas para atendimento especializado.
A decisão da 2ª turma cível do TJ/MS data de 13 de janeiro e acata o agravo de instrumento proposto pelo procurador do Estado, Wagner Garcia.

O processo foi relatado pelo desembargador Julizar Barbosa Trindade. Conforme o TJ, “a ausência da prova inequívoca da verossimilhança da alegação e do fundado receio de dano irreparável ou de difícil reparação não permite a concessão da antecipação dos efeitos da tutela”.

No ano passado, o primeiro que deveria ser atendido pela decisão do juiz era Geneci José de Oliveira, que apresentava traumatismo craniano.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)