Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

19/02/2008 07:55

TJ anula julgamento de condenado por homicídio

TJGO

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), por sua 1ª Câmara Criminal, voltou a manifestar entendimento de que irregularidades na formulação do questionário comprometem a convicção dos jurados e a certeza de suas conclusões, e acarreta anulação de julgamento. Os vícios foram detectados no julgamento de Adolfo Divino de Souza, ocorrido em junho de 2007, quando ele foi condenado a 16 anos e 6 meses por homicídio e lesão corporal.

Segundo o desembargador Aluízio Ataídes de Sousa, designado relator do recurso, a formulação dos quesitos deve ser elaborada de forma clara, simples, direta e adequada à compreensão, dispensando qualquer esforço de interpretação. Ao determinar a realização de novo julgamento, o magistrado entendeu que quesito propiciador de confusão, ambigüidade e perplexidade gera nulidade absoluta, uma vez que torna duvidosa a vontade real dos jurados.

Ementa

A ementa recebeu a seguinte redação: "Apelação Criminal. Tribunal do Júri. Deficiência de Quesito. Nulidade Absoluta de Julgamento. Decretação de Ofício. Por constatado que, sobre abordagem os quesitos elementos pertinentes à tese diversa da apresentada pela defesa do réu na sessão de julgamento, descurou-se, a presidente do júri, de redigi-los de forma clara, simples e direta, dificultando sobremaneira, sua compreensão pelos jurados, impõe-se decretada, de ofício, a nulidade do julgamento". Apelo Conhecido e Provido. Nulidade Decretada de Ofício. Apelação Criminal nº 31835-7/213 (200703291240), de Goiânia. Acórdão do último dia 7. (Wilson Fernandes)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)