Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/06/2005 12:32

Testemunha diz que R$ 3 mil pagos a Marinho eram propina

Inara Silva / Campo Grande News

Joel Santos Filho disse há pouco aos integrantes da CPI dos Correios (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito dos Correios) que Maurício Marinho nunca tratou com ele a respeito de consultoria. Segundo ele, os R$ 3 mil entregues a Marinho fariam parte de um total de R$ 15 mil prometidos ao funcionário da estatal para bancar eventuais despesas que ele teria para conseguir informações privilegiadas que interessassem a Santos Filho.
Em depoimento à CPMI, na quarta-feira passada (22), Marinho disse os R$ 3 mil foram pagos a ele a título de "prestação de assessoria".
Para conseguir gravar o recebimento da suposta propina, Santos Filho e seu amigo João Carlos Lancuso inventaram uma empresa que teria interesse em ganhar licitações nos Correios.
Segundo o depoente, Marinho disse que ele seria o centro das negociações e que tratava diretamente com o genro do deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) e eventualmente com o filho dele.
O depoente reafirmou que depois de entregar a fita ao policial militar licenciado Jairo Martins - dono dos equipamentos de gravação - ele só soube novamente do caso quando foi publicado pela revista Veja. As informações são da Agência Câmara.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)