Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/12/2005 21:43

Terra indígena em MS será devolvida a fazendeiros

ABr/ Adriana Franzin

A terra de Nhande Ru Marangatu, cuja homologação como área indígena foi suspensa por decisão do Supremo Tribunal Federal no dia 27 de novembro, está prestes a ser reintegrada a três fazendeiros do Mato Grosso do Sul. De acordo com a Fundação Nacional do Índio (Funai), determinação do ministro Nelson Jobim levou a presidente do Tribunal Regional Federal de São Paulo, Diva Malerbi, a reconsiderar a ação dos fazendeiros.

Segundo o coordenador de Assuntos Externos da Funai, Michel Blanco, cerca de 200 policiais federais deverão começar amanhã (15) de manhã a operação de retirada dos índios Guarani-Kaiowá. Ele informou que o procurador da instituição, Luiz Fernando Villares, enviou ontem (13) ao STF um pedido de suspensão da liminar, indeferido hoje (14). Foi negado, também, o pedido de adiamento da reintegração, feito pelo procurador federal da Funai em Dourados (MS), Charles Pessoa, na Justiça Federal de Ponta-Porã (MS).

\"A Funai tentou todos os recursos possíveis para impedir a expulsão dos índios de uma área por eles ocupada e reconhecida como terra indígena pela União, por meio de decreto assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 28 de março deste ano\", explicou o coordenador, acrescentando que cerca de 700 índios habitam a região. Para Blanco, a decisão do ministro Nelson Jobim foi injusta: \"Infelizmente, beneficia os fazendeiros e agrava ainda mais a situação de opressão contra o povo Guarani-Kaiowá\".

Mais de dez áreas reconhecidas como de habitação dos índios Guarani estão com os processos de demarcação parados por decisões judiciais.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)