Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/06/2005 14:43

Termina sem consenso reunião sobre presidência da CPI

Fabiana Silvestre / Campo Grande News

Terminou sem consenso mais uma reunião, nesta quarta-feira, entre governistas e oposicionistas para tentar um acordo sobre a indicação do presidente e do relator da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) dos Correios.
Dessa forma, a definição dos nomes será feita mesmo pelo voto. O líder do PT, senador Delcidio Amaral (MS), volta a ser o candidato oficial à presidência da comissão, e o senador César Borges (PFL-BA) segue como o escolhido da oposição para o cargo. O deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR) seria o relator no caso de Delcidio assumir a presidência.
Houve, no entanto, acordo em relação aos procedimentos a serem seguidos pela comissão. Já está definido que o primeiro requerimento a ser votado será para ouvir o funcionário dos Correios que motivou a criação da CPI, Maurício Marinho, o que deverá acontecer já na próxima semana. Também ficou definido que as reuniões do grupo serão realizadas às terças-feiras pela manhã e às quintas-feiras à noite.
Amaral, que se encontrou hoje com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, informou que o presidente pediu que "se apure tudo, o que for necessário, com absoluta isenção".
Já o líder do PFL, senador José Agripino (RN), lamentou que o governo tenha assumido o que chamou de postura de "CPI chapa branca". Para ele, esse é um erro político deplorável.
O líder do governo, senador Aloizio Mercadante (PT-SP), afirmou acreditar na eleição de Amaral. Ele considera que a atitude da oposição de impedir a aprovação da MP 233/04, que criava autarquia para fiscalizar os fundos de pensão (MP233/04) e cuja eficácia expirou na noite desta terça-feira, diminuiu as chances de acordo. Mercadante afirmou ainda que "a política do quanto pior, melhor" não é uma boa saída.
Ele espera que "a irracionalidade política e a atitude de palanque eleitoral" não predominem. O líder do governo também garantiu que tudo o que diz respeito às denúncias do deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) será investigado e defendeu que a comissão parlamentar para apurar as denúncias sobre a suposta mesada paga a parlamentares da base - o chamado mensalão - seja criada no âmbito da Câmara dos Deputados. Com informações da agência de notícias do Senado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)