Cassilândia, Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

02/12/2003 08:31

Termina quinta o prazo para professor pedir livros

Agência Brasil

Os 716 mil professores das classes públicas de alfabetização e de 1ª a 4ª séries do ensino fundamental têm prazo até quinta-feira (4) para se conectar à internet e enviar ao Ministério da Educação a relação de livros que desejam receber para o ano letivo de 2004.

Cada professor poderá escolher duas obras dentre os 145 livros do acervo do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE). Para isso, precisa acessar o endereço www.fnde.gov.br, identificar as obras e solicitar ao diretor da escola que registre o pedido. “Neste ano, a rede mundial é o único meio possível para dar rapidez ao processo e fazer com que os livros cheguem ao professor antes do início do ano escolar, ainda em janeiro”, diz o coordenador-geral dos Programas do Livro, Alexandre Serwy. “Estamos orientando os diretores sem internet em casa a registrar as solicitações dos professores de sua escola nos computadores da prefeitura, da secretaria de Educação, de onde for", acrescentou.

O Ministério da Educação forneceu por carta, a cada diretor, o endereço de consulta na internet, além de senha, para que eles encaminhem os pedidos dos professores. Serão fornecidos, nesta etapa, 1.432.000 livros (101 títulos, 77 de prosa e 24 de poesia e mais 44 títulos de não-ficção, com ênfase na formação histórica, econômica e política do País). A intenção do MEC para 2005, estender o programa Biblioteca do Professor aos professores de 5ª a 8ª séries e do ensino médio.

Biblioteca Escolar

Em paralelo à Biblioteca do Professor, o ministro Cristovam Buarque já anunciou a continuação do programa Biblioteca Escolar, que distribuirá os mesmos 145 livros que compõem a Biblioteca do Professor a 20 mil escolas, beneficiando cerca de 20 milhões de alunos com obras de autores como Sérgio Buarque de Holanda, Caio Prado Jr., Darcy Ribeiro, Gilberto Freire, Jorge Amado, Graciliano Ramos, Guimarães Rosa, Ferreira Gullar, Mário Quintana, dentre outros. “Alguns diziam que não adiantava alfabetizar se não déssemos condições para que as pessoas continuassem a ler. Com estes programas, estamos completando o ciclo e vamos continuar a fazê-lo”, afirmou o ministro.

O Ministério da Educação, por intermédio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), investirá R$ 66 milhões nos dois programas. No Programa Biblioteca do Professor, serão R$ 22,5 milhões. No Biblioteca Escolar, R$ 43,5 milhões

As informações são do Ministério da Educação

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 23 de Setembro de 2020
11:00
Corrida/Nutrição/Fitness
Terça, 22 de Setembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)