Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

10/06/2016 00:30

Termina identificação das vítimas de acidente de ônibus

Fernanda Cruz/Agência Brasil

 

Terminou pouco depois das 19h desta quinta-feira (9) a identificação das 18 vítimas do acidente ocorrido no final da noite de ontem (8), na Rodovia Mogi-Bertioga. Os trabalhos foram realizados no Instituto Médico-Legal (IML) de Guarujá, no litoral paulista. A confirmação da identidade dos mortos no desastre foi feita pela checagem das impressões digitais.

A maior parte dos corpos já seguiu para São Sebastião, onde serão feitos três velórios coletivos. Os restos mortais de três das vítimas serão enviados para outros municípios.

O ônibus que trazia os estudantes universitários de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, para São Sebastião, no litoral, perdeu o controle e tombou na pista por volta das 22h50 de ontem. O trecho da estrada onde ocorreu o acidente é de declive e tem pouca iluminação.

Segundo o delegado Fábio Pierre, não estava chovendo na hora do desastre, mas o veículo foi violentamente arrastado. Ao tombar, ficando com as rodas para cima, o veículo teve toda a parte do teto destruída, inclusive a cabine. “A maioria das vítimas sofreu contusões muito sérias na cabeça”, ressaltou o delegado.

Os parentes das vítimas passaram todo o dia no IML, realizando os trâmites de identificação e emissão dos atestados de óbito. As prefeituras de São Sebastião e Guarujá e a Polícia Civil uniram esforços para acelerar e facilitar os processos.

Mães, pais e irmãos dos estudantes mortos estavam muito abalados com o ocorrido. A maior parte das vítimas tinha entre 19 e 22 anos.

Uma delas era a estudante de enfermagem Rita de Cássia Lima, de 19 anos. De acordo com o pai, o caseiro Otacílio Pereira de Lima, a filha já havia reclamado do estado dos veículos fretados pela prefeitura de São Sebastião para fazer o transporte dos estudantes para as faculdades. “Ela reclamava da alta velocidade e dos ônibus velhos”, disse ele.

Lima contou inclusive que, algumas vezes, teve de buscar a filha na estrada porque o ônibus quebrou sem concluir o trajeto. Por isso, Lima pretendia dar um carro para que Rita tivesse mais autonomia. “Eu ia fazer mais um sacrifício para dar um presente para ela”, disse Lima, que tem 53 anos e não poupou elogios a filha única. “Era responsável, estudiosa. É uma perda irreparável, não tem descrição”, lamentou.

Edição: Nádia Franco

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)