Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

12/09/2010 07:15

Terezinha Tagliaferro - História da Vida Comum: A caixa de bombom

Terezinha Tagliaferro, de Malta

Hoje, meus amigos vou contar pra voces uma historia que aconteceu com minha amiga, a Suely( nome trocado pois nao sei se ela ficaria feliz que contasse sobre a vida dela ).Era final do ano1962, Sueli e eu terminamos a quarta serie ginasial e naquela tempo era motivo de festa, tinha formatura, recebia o diploma que havia terminado o entao chamado \\\" Curso Ginasial\\\". Naquele ano havia saido uma nova lei : \\\" A matéria, na qual o aluno tinha alcançado a média 6 nao precisava fazer exame.\\\" Ah! foi uma festa...quantos alunos entraram de férias no final de novembro.\\\"Mas a Suely e eu nao tinhamos nada a ver com isso.Fizemos exames de quase tudo.O interessante é que nos nao ficavamos tristes com isso.Pra nos tanto fazia a agua correr pra cima como pra baixo....Nao tenho vergonha de lhes contar isto porque nao era por maldade, era falta de maturidade.Nao sei, talvez nossa vida era facil demais que nos nao tinhamos objetivo de ser a primeira da classe,alias, a gente nem queria mesmo porque os primeiros da classe eram sempre pessoas chatas, serias.... e nos nao queriamos nada com a chatisse ou com a seriedade.Pra voces saberem a Suely ficou até de segunda época de historia.Eu nao sei como nao fiquei também porque nao fiz esforço nenhum pra escapar.A minha dificuldade maior era fazer dissertaçao, composiçao, descriçao.Nessas coisas eu rodava, mas hoje vejo que nao era culpa minha.A culpa era que nao se pode dissertar sobre um assunto que voce nao conhece.Nos nao tinhamos TV, viviamos fechados entre 4 paredes,como vai saber das coisas da vida.....
Nos duas estavamos fazendo o ginasio, mas também estavamos estudando pra ser religiosa.Tinhamos a mesma idade e entramos no convento com a diferença de um dia e nos tornamos amiga \\\" pela pele\\\".So nos separamos em 1968, depois que nos formamos religiosa e professora, ela foi trabalhar no Parana e eu no Mato Grosso.
Voltando ao assunto, quando terminaram os exames do ginasio a superiora nos chamou e disse: \\\" Como voces duas nao dao valor algum pra o estudo, este ano voces irao trabalhar, vao dar aula em Paranaiba.Elas tinham um colégio la.Naquele tempo os professores tinham apenas o primario, mal sabiam ler e escrever e ja podiam dar aulas.Imagina um pouco.....
E fomos.Naquele tempo nao tinha onibus ainda.Nos viajamos a noite toda de trem, pela Linha Noroeste, saindo de Bauru ate Tres Lagoas.De la para Paranaiba tinha uma perua que fazia lotaçao.Me recordo que fiquei por varios dias com dor na cabeça, na parte de traz porque eles colocavam as malas amarradas com cordas encima do motor da Kombi e nos estavamos cansadas e com sono e tinha de apoiar a cabeça nas cordas.Que vida, né? Porém, naquela idade pra nos tudo era festa.....
Em Paranaiba nos deram classes de primeiro ano com 50 alunos em cada uma.Naquele ano trabalhamos pra valer,da mesma forma como nos divertimos demais. Aprontamos cada uma que até hoje quando nos encontramos temos motivos pra muitas risadas.Ela foi a unica da turma de 7 que continuou como religiosa.Em 1995, quando o Fred e eu fomos para o encontro da JACC também visitei essa minha amiga.Naquele ano ela era superiora da Provincia Franciscana no Brasil.
Hoje so vou contar pra voces uma pequena historia que aconteceu com ela , sempre, naquele ano.
Nao sei se voces sabem, mas quando uma religiosa recebe um presente nao fica com ela, é da comunidade.Ela tem de entregar para a superiora e esta ira dispor dele.Nos duas ainda nao éramos religiosa, mas a superiora, uma alema,que era muito ruim e exigia que nos duas nos comportassemos igual as religiosas.E justo por isto que nos faziamos arte.Naquela idade, fazer o que nao é permitido é que é interessante.
Entao a Suely ganhou uma caixa de bom-bom \\\" sonho de valsa\\\".Era o melhor doce da época.Ela veio e me disse.\\\" Esta caixa nao vou entregar nao, vamos dividir entre nos duas.Quando voce terminar seu serviço vem que vou lhe esperar debaixo do pe de limao\\\".La tinha um grande quintal.
Quando eu terminei meu serviço fui procura-la no lugar combinado e nada da Suely.Entao comecei a girar pelo quintal na esperança de encontra-la.Depois de muito tempo a encontrei sentada no chao, debaixo de uma torneira aberta deixando a agua cair nas suas pernas.As pernas estavam toda picada de abelha.
Acontece que quando ela sentou debaixo do pé de limao ,tinha uma caixa de abelha e vieram atraidas pelo doce e a atacaram.Ainda bem que ela nao era alergica caso contrario teria acontecido o pior.E ela me perguntava: \\\"E agora, que vou falar pra superiora??? Minhas pernas parecem perna de cachorro....Eu dizia: Bom, agora vamos primeiro cuidar de tirar os ferroes das abelhas, até la, nos somos inteligentes e vamos arrumamos uma bela historia.A caixa de bom-bom nos guardamos pra outra ocasiao.
Castigo de Deus ou nao,mas aquele bom-bom ia ficar conosco.Nos nao tinhamos feito nenhum voto de pobreza e nem de obediencia.E assim fizemos.
Terminado aquele ano, voltamos pra Casa Geral, onde continuamos os estudos tanto pra professora como pra religiosa.A vida mudou demais.A superiora tinha razao.Ficamos ajuizadas até demais.Acreditem que se eu nao tirava a maior nota que era 10, eu chorava....E assim foi todo meu \\\"curso normal\\\" de 3 anos.Me formei com a media ) 9.7 e a materia que mais atrapalhou a minha media foi justo o desenho, e hoje em dia, o desenho é o meu trabalho principal.

Amigos, nada melhor do que recordar as nossas historias para poder exclamar :\\\" Quanto eu era feliz e nao sabia\\\"....Na verdade a felicidade depende so de nos.Até o sofrimento vivido com serenidade, com resignaçao, isto é, aceitando a vontade de Deus, é motivo de paz e ter paz outra coisa nao é que ser feliz.....
Procure ser feliz meu amigo porque voe merece.Confio em voce.

Terezinha de Jesus Tagliaferro

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)