Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/09/2010 08:13

Terezinha Tagliaferro: a história de Paula

Terezinha Tagliaferro, de Malta

Paula era casada e morava numa bela casa nos Altos da Cidade, um dos bairros mais chiques de uma certa cidade, naquela época.Ela era professora, mas nunca havia trabalhado.Sua vida era muito tranquila.Fazia parte da entao chamada \\\" Alta Sociedade\\\".O marido era comerciante e tinha uma loja de instrumentos musicais no centro da cidade, sociedade com o pai dele.
Paula dividia seu tempo diario entre : verificar o trabalho dos empregados, levar as criança para a escola, pois ja tinha 6 filhos, participar dos chas de beneficiencia, visitar asilos e creches juntamente com as esposas de politicos porque como voces sabem isso é um trabalho necessario feitos por eles.Além disso passava muitas horas em salao de beleza pra estar sempre em ordem para seus encontros.
Os anos foram passando, as crianças crescendo e quando a mais velha completou 17 anos também nasceu o filho menor.E foi justamente ai que deu-se uma reviravolta na sua vida.E como se diz: \\\" Da felicidade ao sofrimento é somente um passo; do sofrimento para a felicidade parece demorar uma eternidade.\\\"
Os negocios andaram mal, voces sabem como é, a menor distraçao no comercio pode ser fatal.Muitas vezes fazem de tudo um romance, colocam \\\" envolvimento com mulheres\\\", etc... e tal, apenas pra ficar mais floreado.Na maioria das vezes a pessoa vai ao falimento por que como ganha muito bem, nunca imagina que a fonte pode secar e como sempre acontece gasta mais do que deveria, sem pensar em poupar.
Perderam tudo.Paula e seus filhos assistiam inertes e com grande dor o desenrolar dos fatos.Quase todos os dias vinham os credores em sua casa e iam levando tudo o que eles possuiam, até que limparam a casa e eles ficaram sem nada.
Como voces sabem também, é nessa situaçao que a gente conhece quem se comporta de amigo verdadeiro.Graças a Deus que Paula achou muita ajuda.
Na época eles tinham um amigo construtor que tinha varias casas simples prontas e vendia a preço bem popular.No inicio ele ofereceu uma dessas casas pra eles se abrigarem para depois resolver como poderiam iniciar a pagar.Depois os amigos foram ajudando com aquilo que tinha em casa sobrando e assim eles foram montando a casa novamente, sem nenhum luxo.Tinha que entender que a vida de antes tinha acabado.
Foi uma situaçao desintegradora porque essas situaçoes criam feridas na alma que nao cicatrizam com facilidade.Os filhose tornaram revoltados com a vida porque ainda nao tinham formaçao suficiente pra entender os reveses da vida.
O marido nao conseguia arrumar nenhum trabalho porque ele achava ridiculo qualquer pagamento que lhe ofereciam diante daquilo que ele ganhava antes e apenas sentado na sua loja com todo o conforto.Na realidade ele nao sabia o que era trabalhar verdadeiramente.
Quem enfrentou a luta e levou a familia pra frente foi Paula.Sei que nao foi facil.Pra quem tinha um carro na mao se sujeitar a ir trabalhar de omibus??E foi assim que a conheci.Naquele ano eu dava aula numa classe de quarto ano primario.A diretora da escola me apresentou e pediu para que eu a ajudasse a preparar os planos de aula porque ela nao tinha nenhuma experiencia no assunto.Eu fiquei admirada vendo que ela era bem mais velha do que eu.Foi entao que ela me contou toda a sua desventura.
Ela começou a dar aulas e nas horas livres fazia artesanato para vender.Ela era muito humilde e habilidosa, sempre nos perguntava se sabiamos fazer alguma coisa diferente, se nao faziamos questao em ensina-la.Muitas de nos, professoras passamos a ajuda-la ensinando tudo aquilo que sabiamos.Iamos até a casa onde faziamos os trabalhos manuais juntas.Depois ela fazia com as filhas e conseguiam vender.Me recordo que chegamos até a fazer um curso de como enfeitar cabides e precisava ver que trabalho maravilhoso.
A mae dela começou a fazer tortas salgadas e cada vez que uma professora fazia aniversario fazia a encomenda da torta pra ela.Era uma forma de ajudar.
Paula era uma pessoa de carater muito forte.Era um grande exemplo de vida para todas nos.Sofreu demais, mas ela nao entrou em depressao.Ela dizia o seguinte: \\\"Nao importa o que esta acontecendo na sua vida, mesmo nos dias mais escuros, voce deve se vestir bem, se pentear bem, se maquiar bem e sair de cabeça erguida:\\\" Assim ela se comportava.De acordo com a aparencia ninguém imaginava a situaçao dela.Ela também teve muita sorte porque o salao de beleza que ela freguentava continuou cuidando dela pra pagar quando pudesse.Ela sempre tinha roupas novas e depois nos dizia: Nao se deixe enganar, essas minhas roupas sao todas usadas, minha irma me mandou.Eu dou uma arrumada e uso.
No primeiro ano ela so deu aula na minha escola, no ano seguinte, ela continuou com minha escola e mais uma escola de emergencia estadual.Nos anos seguintes ela passou a dar aula numa escola particular,cuja proprietaria era uma professora da minha escola, pois a contratou vendo que era uma pessoa muito esforçada.
Assim os anos se passaram.O marido faleceu por nao superar os contra-tempos.Mas, o belo da historia vem agora.
Nesse meio de tempo a proprietaria da escola onde ela trabalhava faleceu , era muito nova, mas tinha problema de obesidade e o coraçao nao aguentou.Adivinha o que aconteceu? Ela viuva, casou-se com o viuvo, proprietario da escola.
Final feliz? Pode ser.Se todos aprendermos com as liçoes que a vida nos da.Pois é preciso entender que a vida é uma escola e que estamos aqui pra aprender e passar em todos os testes.Problemas sao apenas partes do curriculo, aparecem e desaparecem como aula de algebras, mas as liçoes que aprendemos irao durar uma vida inteira.
Muitas vezes a vida nao è justa, mas, mesmo assim, é boa.E viva a vida......

Terezinha de Jesus Tagliaferro

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)