Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/07/2014 07:08

Temos nos deixado converter pela Palavra de Deus?

Canção Nova

Não é o título de cristãos que nos dará um lugar no Reino dos Céus. Temos de nos deixar moldar e converter pela Palavra de Deus.

“Jesus começou a censurar as cidades onde fora realizada a maior parte de seus milagres, porque não se tinham convertido” (Mateus 11, 20).

Jesus, com toda a firmeza de coração, fala com muita dureza das cidades onde Ele pregou o Evangelho. Além de pregar o Evangelho e anunciar o Reino de Deus nesses locais, o Senhor realizou muitos prodígios e milagres nessas cidades, daí porque Ele as repreende: “Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Ai de ti Cafarnaum!” (Mateus 11, 21). O Senhor até diz que essas cidades serão jogadas no inferno, porque o que foi dado a elas não foi dado a tantas outras como, por exemplo, Sodoma e Gomorra, que foram condenadas. E que, se os prodígios que Corazim e Cafarnaum conheceram tivessem sido realizados em Sodoma ou Gomorra, essas cidades teriam se convertido. Por isso, o Senhor Jesus as repreende severamente.

Por que Jesus as repreende? Porque o povo se acostumou com os milagres d’Ele e os tratou de forma muito comum, normal, “é assim mesmo”, aquilo que Jesus realizava e não aderiu ao principal, ao fundamental no Reino de Deus, que é a conversão e a mudança de vida.

Essa Palavra cai também em nossos corações, hoje, para dizer a mim e a você: “Ai de nós” se nos acostumarmos com os milagres de Deus, com a graça de Deus, com os sacramentos d’Ele e não deixarmos que essas palavras convertam o nosso coração! Sim, nós, muitas vezes, temos graças e privilégios no Reino de Deus que outros não os têm!

Não adianta nos sentirmos melhores porque vamos à Santa Missa todos os dias, porque vamos à Missa todos os domingos, porque escutamos a Palavra de Deus, porque somos do grupo tal, da pastoral tal, e não nos convertermos à Palavra de Deus e e não a deixarmos nos moldar e mudar o nosso comportamento.

O fato é esse, meus irmãos, nós precisamos ser convertidos a Deus, não é o título de cristãos, não é o fato de sermos membros da Igreja e de comungarmos o Corpo e o Sangue do Senhor que nos dará um lugar no Reino dos Céus. Isso se torna até um peso e uma exigência maior, pois, no dia do julgamento, seremos lembrados que muito recebemos e talvez não tenhamos levado tão a sério as graças abundantes que Deus nos concedeu.

É hora de “colocarmos nossa barba de molho” e revermos nossa vida. A Palavra de Deus tem nos convertido? Temos nos deixado converter por ela?

Deus abençoe você!

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)