Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

15/05/2006 13:56

Telefônicas estudam como bloquear celular em presídios

Inara Silva / Campo Grande News

O diretor-presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), Luiz Carlos Telles, disse hoje que as empresas de telefonia móvel de Mato Grosso do Sul estudam projeto para bloquear o uso de telefone celular nas unidades penais do Estado. Telles participou nesta manhã de reunião com a cúpula da Segurança Pública e admitiu que os presos, que estão rebelados em três presídios do Estado, se comunicam utilizando o equipamento, ou seja, a mobilização pode ter sido organizada com este recurso. No entanto, ressaltou que a Agência tem feito constantemente vistorias nas celas para o recolhimento destes aparelhos e que desde sábado a segurança estava mobilizada em estado de alerta. Porém não conseguiram impedir que a rebelião ocorresse.
O diretor afirmou que o Estado tem lei para que o sinal de telefonia móvel seja interrompido em áreas de presídios e que até maio as telefônicas devem enviar ao Estado a proposta de como este serviço poderá ser oferecido, sem que o cidadão comum seja afetado.
Telles ressaltou que, atualmente, as unidades penais dispõem de serviço de detector de metais, mas mesmo assim, nas vistorias de rotina os agentes têm encontrado celular nas celas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)