Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/03/2006 14:23

Taxa de suicídio em MS é o dobro da média nacional

Aline dos Santos e Marina Miranda / Campo Grande News

Em Mato Grosso do Sul a taxa de suicídio é de 8% para 100 mil habitantes, o dobro da média nacional, que chega a 4%. A afirmação é da coordenadora de Saúde Mental do município, a psiquiatra Gislaine Poleto. “O Estado só perde para o Rio Grande do Sul, onde a taxa é de 10,3% para 100 mil habitantes”, salienta.

Ela destaca que neste cenário, em Campo Grande, a situação mais preocupante é quanto aos constantes casos de adolescentes que tentam o suicídio por meio da ingestão de medicamentos. “Estamos realizando cursos específicos sobre o assunto para os que atuam na rede de saúde pública”, conta.

Gislaine explica que o processo depressivo em crianças e adolescentes é mais difícil de ser identificado. “O adulto conversa, conta que está triste. O adolescente não. Por isso é importante estar atento a sintomas como comportamento anti-social e irritabilidade”, assinala.

Neste caso, um bom termômetro é o desempenho de crianças e adolescentes na escola. “Quanto ao adulto, um sintoma típico é faltar, de forma sistemática, ao trabalho na segunda-feira. É como se ele não conseguisse sair do isolamento do lar”, enfatiza.

Em Campo Grande, a rede municipal de saúde possui dois Caps (Centro de Atendimento Psicossocial); um destinado a adultos e o outro ao atendimento de crianças e adolescentes até 17 anos. Cada centro conta com 20 profissionais, entre psicólogos, psiquiatras, terapeutas e enfermeiros. Em geral, os pacientes são encaminhados a três tipos de atendimento. Nos casos mais graves, o paciente vai diariamente ao local, nos casos moderados, de duas a três vezes por semana, e nos mais leves, uma vez por semana.

“Oferecemos lanche e vale transporte para os que precisam ir todos os dias ao Caps”, diz. Ela ainda lembra que a pessoa tanto pode ser encaminhada pelo posto de saúde ou ir direto ao local. O centro para adultos – localizado na rua Itambé, 2439, bairro Monte Castelo – foi criado em 1999 e possui sete mil pessoas cadastradas. O infantil funciona desde outubro do ano passado na Travessa Ana Vani, 44, Jardim dos Estados, e possui 700 pacientes cadastrados. Os telefones para contato são 3314-3871 (adulto) e 3314-3452 (infantil).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)