Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/10/2004 08:37

Tabela pode revelar hábitos alimentares da população

Saulo Moreno/ABr

A Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (Taco), divulgada nesta sexta-feira (8) pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, mostra os componentes e valores nutricionais de 198 produtos, inclusive os da cesta básica. Para o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, José Baccarin, um dos grandes valores da tabela é revelar a qualidade nutritiva dos produtos de cada região. "Se você comparar os dados da tabela com os hábitos alimentares da população, você pode saber se ela está comendo mais adequadamente", disse o secretário. Outra inovação da tabela é revelar o percentual de gorduras trans (que sofrem transformação na estrutura química e fazem mal à saúde) dos alimentos industrializados.

A lista foi desenvolvida pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alimentação da Universidade de Campinas (NEPA/Unicamp), a partir de incentivos dos ministérios da Saúde e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Até agora, essa primeira fase consumiu cerca de R$ 1,5 milhão e inclui menos de 10% dos alimentos à disposição da população em todo o país. Numa próxima fase, serão relacionados mais 200 produtos e até 2006, a Taco deverá contar com 700 itens.

Destinada mais aos profissionais de nutrição e medicina, a Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos vai permitir a elaboração de dietas e tratamentos mais eficazes. Até agora, os dados sobre a composição dos produtos nacionais eram todos baseados em traduções de tabelas norte-americanas, onde os alimentos e os hábitos da população são diferentes.

A idealizadora da tabela, a professora da Unicamp, Maria Antônia Galeazzi, vai mais além. Ela diz que a Taco, além de atender os profissionais de saúde e nutrição e a própria população com um conhecimento mínimo sobre valores nutricionais, pode ser muito útil na área de produção. “Nas cooperativas agrícolas, se os agricultores conhecerem o teor dos alimentos que estão produzindo, eles podem dar maior incentivo para que a população consiga consumir esses alimentos, que são mais adequados, mais saudáveis e com maior teor nutricional”, avalia.

Segundo ela, o próximo passo no desenvolvimento da tabela será pesquisar alimentos caracterizados como produtos regionais. Os ministérios da Saúde e do Desenvolvimento Social e combate à Fome vão investir mais R$ 2,38 milhões em pesquisas de novos produtos. A Taco está à disposição de toda a população em três endereços eletrônicos: os sites dos ministérios da Saúde, do Desenvolvimento Social e Combate À Fome e da Unicamp.




Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)