Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/03/2015 18:12

Suspeitos usam trilhas clandestinas para o contrabando em MS

Dourados News

Trilhas clandestinas estão sendo utilizadas, para trazer mercadorias contrabandeadas e para o tráfico de animais entre a Bolívia e o Brasil. Segundo a Receita e a Polícia Federal, os caminhos abertos em uma área de mata,na fronteira entre os dois países são utilizados para tentar burlar a fiscalização, no posto entre Corumbá, no Brasil e Puerto Suarez na Bolívia. As informações são do site G1.

Somente nesta semana a Receita Federal fez três apreensões de mercadorias que entraram ilegalmente no Brasil pelas trilhas clandestinas. Um dos caminhos mais utilizados atualmente, conforme a receita fica atrás de um ponto de mototaxi, e dá acesso a feirinha de diversos tipos de produtos, principalmente vestuário, na Bolívia.

Em uma das apreensões mais recentes, quatro fardos com 240 quilos de roupas foram encontrados no banco do passageiro e no porta-malas de um carro com dois bolivianos, um homem de 20 anos e um adolescente de 14 anos. Ele foram abordados já na rodovia Ramão Gomes, que liga o Brasil a Bolívia.

Os agentes conseguiram chegar até a dupla depois de receberem uma denúncia anônima. De acordo com a receita, o homem e o adolescente teriam carregado a mercadoria nas costas pela trilha da feira na Bolívia até um ponto na estrada onde o carro estava estacionado. Já no último fim de semana, sete pessoas foram flagradas carregando 220 quilos de roupas por essa mesma trilha. A mercadoria seria levada até Corumbá por um táxi brasileiro. Cinco suspeitos conseguiram fugir, mas o taxista e um dos carregadores foram detidos e encaminhados para a Polícia Federal.

Além de mercadorias ilegais, os suspeitos estão utilizando os caminhos secretos também para o tráfico de animais entre os dois países. Na noite desta quinta-feira (12), um homem foi preso em flagrante em Corumbá transportando 550 canários.

As aves haviam sido capturadas na Bolívia. Segundo a Polícia Federal, ele também usou uma trilha clandestina para trazer os pássaros para o Brasil, mas foi interceptado e na fuga acabou perdendo o controle do veículo que dirigia e bateu em uma árvore.

Os homens que carregavam os fardos de roupas sem nota fiscal devem responder por descaminho. E o suspeito flagrado com os canários da Bolívia deve responder por tráfico internacional de animais, além de ser multado em R$ 112 mil.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)