Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

31/07/2013 20:08

Suspeita relata como matou amiga em GO: 'Ela ficou muito desesperada'

G1
O projeto macabro das duas adolescentes.O projeto macabro das duas adolescentes.

Uma das adolescentes suspeitas de assassinar a facadas a estudante universitária Bianca Mantelle Pazinatto, 18 anos, em Jataí, no sudoeste de Goiás, disse que a jovem tentou lutar antes de morrer. “Ela se debateu e queria gritar. Ficou muito desesperada”, contou a menor de 17 anos em entrevista à TV Anhanguera. Ela e outra garota de 16 anos, também suspeita de participar do crime, estão apreendidas.


O corpo de Bianca foi encontrado na segunda-feira (29) na casa da menina mais velha, embrulhado em sacos plásticos. Segundo ela, a motivação do assassinato seria a recusa da vítima em manter um relacionamento amoroso. "Ela não ia ficar comigo. Não queria que ficasse com mais ninguém também", declarou. Antes da morte, a garota escreveu uma carta para a universitária declarando sua paixão por ela.

Na entrevista, a menor explicou que atraiu Bianca até a casa dela com a desculpa de que as duas “precisavam conversar”. “Depois da aula na faculdade ela foi até lá. Eu entrei primeiro e ela me seguiu por um corredor. Ao chegar próximo a um quatro, minha amiga apareceu e a segurou. Depois disso, a levamos para o quarto”, contou.


Ao perceber que corria perigo, a vítima tentou se livrar das amigas. “Minha colega continuou segurando-a e eu tapei sua boca. Depois, amarrei seus pés e mãos. No quarto, percebemos que não tínhamos mais o que fazer”, relatou a adolescente.


A Polícia Civil encontrou um caderno que reforça a suspeita de que o crime foi premeditado. Em uma folha, estavam listados os objetos que deveriam ser utilizados para matar Bianca, entre eles uma faca, luvas, e até uma barra de ferro.


Segundo o delegado que investiga o caso, André Fernandes, as suspeitas fizeram anotações do que precisariam para matar a amiga e descreveram como se livrariam do corpo e pertences da vítima. “Pega tudo e põe no saco. Ir para Estrela Dalva e queimar. Carregamos a infeliz até o local e queimamos”. No texto, elas ainda apontam cuidados a serem tomados durante a ação, como ligar a televisão e cobrir a placa do carro.
Questionada sobre o caderno, a menina respondeu que tudo saiu da cabeça das duas, sem planejamento. “As anotações foram feitas na hora, sem pensar muito, simplesmente saíram. Minha colega estava junto comigo e a gente escreveu, não imaginamos o outro dia”, relatou a suspeita.


Adolescentes listaram o que precisariam para cometer o crime (Foto: Saulo Prado/ Arquivo Pessoal)
As duas menores suspeitas pelo crime foram encaminhadas na terça-feira (30) para Goiânia. O Conselho Tutelar de Jataí solicitou a transferência, pois temia que a integridade física das duas não pudesse ser resguardada na cidade em função da forte comoção popular.


Crime


Bianca Mantelle saiu de casa na manhã de segunda-feira dizendo que ia à casa de uma amiga, mas ela não retornou à tarde, o que preocupou a família. Os parentes comunicaram o desaparecimento aos policiais.

Após horas de buscas, a Polícia Civil rastreou mensagens do celular da vítima e chegou à residência de menina mais velha. O corpo estava embrulhado em sacos plásticos embaixo da cama do quarto da suspeita.
Antes do assassinato, a garota de 17 se declarou para Bianca em uma carta. "Te amo muito, não por escolha, meu coração te escolheu sozinho, não me deu chance de defesa", dizia o texto.

A adolescente ainda alerta Bianca para que algo ruim não aconteça. "Perdi tudo para você e isso está partindo meu coração. Lembre-se de tomar cuidado, pois muitas coisas bonitas tornam-se ruins lá fora".


Enterro


Com a presença de familiares e amigos, o corpo da universitária foi sepultado no final da manhã de terça-feira, em Jataí. A família está transtornada com a morte da menina.


Bianca cursava biomedicina na Universidade Federal de Goiás. Conforme amigos, ela morava em Goiânia para estudar. No entanto, voltou a viver em Jataí há pouco tempo para ficar mais perto da família.

 

Matéria de autoria do G1

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)