Cassilândia, Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2018

Últimas Notícias

05/02/2018 17:20

Suspeita de matar filho de 4 anos, mãe se suicida; ela sofria de esquizofrenia

Redação

O corpo de um menino de 4 anos foi encontrado na manhã de domingo (4), às margens do Rio Capivara, próximo à aldeia hippie de Arembepe, no município de Camaçari, região metropolitana de Salvador.

De acordo com a polícia, a mãe da criança, Grazielle de Santana da Silva, de 28 anos, é a principal supeita de ter matado o menino e teria confessado o crime a uma vizinha. Após a revelação, ainda conforme as investigações policiais, Grazielle se jogou na frente de um carro na BA-099, também conhecida como Estrada do Coco. Ela morreu no local.

Segundo a polícia, Grazielle morava na localidade do Sangradouro, em Camaçari. Ela saiu de casa com o filho, Davi de Santana da Silva, na noite de terça-feira (30) e só na quinta-feira (1º) retornou sozinha, à casa de uma vizinha. À mulher, ela disse que tinha matado o filho, mas não detalhou como foi o crime.

Após a conversa com a vizinha, ainda na quinta-feira, Grazielle saiu e se jogou na frente de um carro na Estrada do Coco, na altura da localidade onde morava em Camaçari.
A polícia informou ainda que Grazielle sofria de esquizofrenia, mas familiares informaram que ela não estava tomando os remédios receitados pelo psiquiatra porque dizia que os medicamentos faziam com que ela engordasse.

Segundo a delegada titular da 26ª delegacia (DT/Abrantes), Maria Danielle Monteiro, após o desaparecimento de Grazielle com o filho, a família dela procurou a unidade policial na quarta-feira (31) e registrou o caso, mas Grazielle e Davi não foram achados.

A delegada detalhou ainda que somente o laudo pericial poderá determinar qual foi a causa da morte de Davi. A polícia instaurou um inquérito para investigar o caso, mas a principal hipótese com a qual trabalha é de que a mãe tenha cometido o homicídio.

Apesar de Grazielle ter se jogado na frente de um carro, policiais tentam identificar o motorista do veículo, já que ele não prestou socorro à mulher e fugiu do local.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 22 de Fevereiro de 2018
10:00
Receita do dia
Quarta, 21 de Fevereiro de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)