Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/07/2007 06:54

Supremo mantém Rocha Mattos em quartel da PM

STF

O juiz federal João Carlos da Rocha Mattos permanecerá nas condições em que se encontra preso no Quartel da Polícia Militar - Regimento de Cavalaria Montada “Nove de Julho”, em São Paulo (SP), até que seja condenado em definitivo, no processo a que responde por envolvimento na chamada “Operação Anaconda”.

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Ellen Gracie, indeferiu liminar em Reclamação (Rcl 5.345) em que Rocha Matos pede liminar contra autoridade do Regimento de Cavalaria e Polícia mencionado, alegando violação do decidido pela Segunda Turma do STF no Habeas Corpus (HC) 85431, que tornou definitiva medida cautelar concedida para que ele permaneça na mencionada unidade da PM paulista, em sala que atenda as condições previstas em lei e com direito assegurado a consultar médico de confiança.

Ao indeferir o pedido de liminar na reclamação, Ellen Gracie informa ter pedido informações ao comandante geral da PM de São Paulo, sendo informada de que as acomodações do juiz “são dotadas de três janelas, camas, armários e banheiro completo com água corrente e quente”, assim lhe oferecendo “as melhores condições possíveis, de forma a garantir-lhe a dignidade da pessoa humana”.

Ela lembrou, ainda, que o local de custódia designado pelo comandante geral da PM paulista se enquadra em princípios já definidos anteriormente pelo STF quanto à prisão de advogado (prisão domiciliar ou em sala de Estado-Maior).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)