Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

10/01/2015 11:19

Supermercado deve cumprir preço anunciado sob pena de multa

TJMS

Em decisão proferida na quarta-feira (7), o juiz David de Oliveira Gomes Filho, titular da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, determinou a um supermercado da Capital que corrigisse “imediatamente a divergência de preços lidos no código de barras e o anunciado para a respectiva mercadoria, sob pena de multa de R$ 100,00 para cada produto encontrado com divergência”.

A decisão foi dada em uma ação civil pública proposta pelo Ministério Público Estadual contra a empresa.

Em sua denúncia, o MP relatou que o Procon, ao realizar vistoria naquele estabelecimento, constatou divergência entre o preço anunciado nas prateleiras e o valor cobrado no momento do pagamento. Diante disso, requereu que o supermercado fosse proibido de realizar tal prática.

Com base no artigo 31, do Código de Defesa do Consumidor, que assegura ao consumidor o direito à informação correta do produto, incluindo-se, neste item, o preço, o julgador emitiu decisão liminar, na qual também determinou que, nos primeiros seis meses, o órgão de defesa do consumidor faça vistorias no local pelo menos uma vez por mês, a fim de verificar o cumprimento da decisão.

O magistrado ainda informou a população de que “particulares que encontrem produtos com divergência de preço em seu desfavor, demonstrado pela nota fiscal de compra em comparação com um panfleto ou fotografia do preço do produto a menor, poderão executar a multa fixada em seu favor”.

Importante ressaltar que as partes ainda podem recorrer desta decisão.

Autor da notícia: Secretaria de Comunicação - imprensa@tjms.jus.br

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)