Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

23/12/2003 13:49

Superávit primário até novembro alcança 4,94% do PIB

Stênio Ribeiro/ABr

O setor público não-financeiro registrou, em novembro, superávit primário (receita menos despesa, exceto pagamento de juros) de R$ 6,259 bilhões. O Governo central - incluindo INSS e Banco Central - respondeu por R$ 2,183 bilhões, as empresas estatais conseguiram saldo de R$ 2,279 bilhões, e os governos regionais (estados e municípios) obtiveram superávit de R$ 1,797 bilhão.

No acumulado janeiro-novembro o superávit soma R$ 70,294 bilhões, o que corresponde a 4,94% do Produto Interno Bruto (PIB). Maior, portanto, que o saldo de R$ 57,070 bilhões (4,67% do PIB) registrado no mesmo período de 2002. No geral, o governo central obteve R$ 46,255 bilhões (3,25% do PIB), os governos regionais somaram R$ 14,418 bilhões (1,01% do PIB) e as empresas estatais tiveram saldo de R$ 9,621 bilhões (0,68% do PIB).

Os números constam do relatório mensal sobre Política Fiscal, distribuído há pouco pelo chefe-adjunto do Departamento Econômico do Banco Central, Luiz Sampaio Malan. Segundo ele, a dívida líquida do setor público também "teve bom comportamento" em novembro, mantendo a mesma relação de 57,2% da dívida/PIB, do mês anterior.

A dívida, que era de R$ 890,036 bilhões em outubro, atingiu R$ 905,293 bilhões, dos quais R$ 570,562 bilhões são de responsabilidade da União, os estados respondem por R$ 274,930 bilhões, os municípios por R$ 38,334 bilhões e as estatais por R$ 21,465 bilhões.

De acordo com Malan, a apreciação cambial no mês contribuiu com acréscimo de R$ 8,6 bilhões no valor da dívida, sendo R$ 6 bilhões relativos à dívida externa líquida e R$ 2,6 bilhões da dívida mobiliária interna indexada ao dólar. Em relação a dezembro do ano passado, a dívida líquida registrou incremento de 1,66 ponto percentual, segundo o economista do BC, principalmente em decorrência das necessidades de financiamento, reconhecimento de dívidas e variação da paridade da cesta de moedas.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)