Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

26/09/2014 08:55

Sucessão de erros causou tragédia em Porto Murtinho

Correio do Estado

Uma sucessão de erros causou o naufrágio do barco-hotel “Sonho do Pantanal”, embarcação paraguaia, ocupado por 27 pessoas, anteontem à tarde. Das 14 que sumiram nas águas do Rio Paraguai, em frente à cidade de Porto Murtinho, três tinham sido achadas mortas, até o início da noite de ontem.

O navio afundou logo depois de uma tempestade seguida de rajadas de ventos de até 92 km/h. Das 27 pessoas que seguiam no barco, 16 são brasileiras e 11 paraguaias. O naufrágio ocorreu a poucos metros da margem do rio, na comunidade paraguaia conhecida como Carmelo Peralta.

Assim que o tempo fechou e a rajada de vento avançou sobre a região, a Marinha brasileira emitiu um sinal de alerta aos comandantes de barcos que navegavam pelo Rio Paraguai aos arredores de Porto Murtinho, o “Sonho do Pantanal” um deles.

“Sempre fazemos isso [sinalização de alerta] em casos de tempestades, avisamos as tripulações dos barcos via rádio”, disse o capitão-tenente da Marinha, Alexandre Brandão.

O comandante do barco-hotel, contudo, desprezou a informação e seguiu navegando. Restavam apenas 30 metros de distância para que o navio paraguaio fosse atracado nas margens do rio.

O naufrágio ocorreu repentinamente, segundo depoimentos dos sobreviventes, colhidos ontem pelo delegado da Polícia Civil, Rodrigo Zannoto. “Havia coletes salva-vidas dentro do barco, mas nenhum dos ocupantes vestia os esquipamentos de segurança”, disse o delegado.

''Escapei por sorte''
Encarregado de produção em fábrica de Londrina (PR), Kezley Roger, 27, chorava o tempo todo ontem à tarde à beira do Rio Paraguai de onde via os bombeiros resgatarem os corpos das vítimas do naufrágio do barco-hotel “Sonho do Pantanal”.

Na relação dos desaparecidos, o avô e o sogro.

Velório coletivo
A pequena cidade de Alvorada do Sul, no norte do Paraná, está desolada. Cinco de seus moradores estavam na embarcação que naufragou no Rio Paraguai, na tarde de quarta-feira.

A reportagem é de Celso Bejarano, enviado especial a Porto Murtinho, e de Gabriela Couto (Campo Grande)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)