Cassilândia, Domingo, 20 de Maio de 2018

Últimas Notícias

08/04/2005 07:45

Sub 17: Tudo sobre a goleada do Brasil sobre a Venezuela

CBF News

A Seleção Brasileira mostrou na goleada de 7 a 1 sobre a Venezuela, nesta quinta-feira, em Maracaibo, por que é líder isolada do Grupo A do Campeonato Sul-Americano Sub-17 e tem praticamente assegurada a classificação para a fase final da competição.

Em uma partida de gols bonitos e jogadas de efeito, o Brasil exibiu a força de um time que consegue aliar ao talento de seus jogadores uma eficiente aplicação tática. Como conseqüência, chegou à terceira vitória na competição. Tem nove pontos ganhos, 16 gols marcados e quatro sofridos, com um saldo de 12, além do artilheiro do Sul-Americano.

Kerlon (três), Ânderson, Ramon, Marcelo e Fernandinho marcaram os gols do Brasil. Com os três gols sobre os venezuelanos, o meia cruzeirense Kerlon passou a ser o artiheiro, com seis.

Cinco gols no primeiro tempo

O Brasil não tomou conhecimento da Seleção anfitriã do Sul-Americano. Deu um verdadeiro show de bola, em que a goleada acabou sendo um resultado tão previsível quanto merecido.

Desde a saída de bola, a Seleção dirigida pelo treinador Nélson Rodrigues mostrou um futebol envolvente. Além da superioridade física e no aspecto coletivo, o Brasil contou com atuações individuais que acabaram dsesequilibrando e sendo decisivas para a construção do placar.

A goleada do Brasil começou a se desenhar muito cedo. Sem deixar o adversário ameaçar, exceto por uma cobrança de falta, a Seleção Brasileira passou a cercar a área da Venezuela. Aos 13 minutos, Ânderson marcou, após receber bom passe de Denílson, mas o juiz assinalou impedimento.

Oito minutos depois, no entanto, não teve jeito. Roberto fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Ânderson marcar com uma cabeçada. Aos 26 minutos, o Brasil chegou aos 2 a 0 depois de uma combinação de lances em que seus jogadores brilharam.

Primeiro, Ânderson entrou na área em velocidade, driblando três adversários, até passar a bola para o meio. No rebote da zaga, Ramon dominou, girou pelo alto sobre dois zagueiros e completou com um chute sem defesa.

Depois de Marcelo quase marcar o quarto, Ânderson, que já vinha se destacando no jogo, apareceu em lances que resultaram em mais dois gols do Brasil. Aos 33, descobriu Kerlon, entrando pelo lado direito, e este completou para fazer 3 a 0. Aos 38, em outro passe preciso, dessa vez em um lançamento longo, que Kerlon concluiu com estilo, encobrindo o goleiro.

Havia ainda tempo para mais gols antes do intervalo. Ramon e Roberto tiveram chances, mas foi o lateral-esquerdo Marcelo quem fez o quinto, o seu terceiro na competição. Ele driblou dois venezuelanos e chutou de pé direito para assinalar os 5 a 0 no placar.

Brasil chega aos 7 a 1

No segundo tempo, o Brasil voltou disposto a ampliar a goleada. Antes do primeiro minuto, Igor quase marcou, outras oportunidades apareceram, mas o atacante Palomino, que entrou no intervalo, diminuiu para a Venezuela.

A Seleção Brasileira, que tem no sábado um jogo difícil contra o Paraguai, passou a forçar de novo em busca de mais gols. O sexto chegou aos 21 minutos, em cobrança de falta executada por Kerlon.

O técnico Nélson Rodrigues, que havia subsituído Roberto por Maurício no intervalo, fez mais duas mudanças: Tássio entrou no lugar de Marcelo e Ricardinho no de Kerlon. E, aos 42 minutos, Ricardinho mostrou serviço: em jogada pela esquerda, envolveu o zagueiro com um drible e chutou colocado, fora do alcance do goleiro. Estava decretada a goleada de 7 a 1 para o Brasil.

A Seleção Brasileira goleou a Venezuela com a seguinte escalação: Felipe (Santos), Leyrielton (Goiás), Sidnei (Internacional), Samuel (Atlético Mineiro) e Marcelo (Fluminense), depois Tássio (Vitória); Roberto (Guarani), depois Maurício (Corinthians), Denílson (São Paulo), Ramon (Atlético Mineiro) e Ânderson (Grêmio); Kerlon (Cruzeiro), depois Ricardinho (Atlético Paranaense) e Igor (Corinthians).

No seu último jogo pela primeira fase, a Seleção Brasileira enfrenta o Paraguai no sábado, às 22h10 (horário de Brasília), em Maracaibo. Se terminar em primeiro lugar no Grupo A (basta um empate contra o Paraguai), o Brasil volta a jogar na quarta-feira contra a segunda colocada do Grupo B, que tem Argentina, Colômbia, Chile, Peru e Uruguai como participantes.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Maio de 2018
Sábado, 19 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)