Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

24/09/2012 12:42

Suasa: 11 Estados estão em processo de adesão

Ministério da Agricultura

Brasília (24/09/2012) - O Sistema Brasileiro de Inspeção de Porduto de Origem Animal (Sisb/POA) já tem quatro estados aderidos e cadastrados, a Bahia, o Paraná, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal. Existem outros 11 estados em processo de adesão, sendo que os mais adiantados são Goiás, Espírito Santo e Santa Catarina. O Sisb/POA integra o Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa), regulamentado em 2006, e que tem a participação dos municípios e estados. Também compõe o Suasa, o Sistema Brasileiro de Inspeção de Porduto de Origem Vegeal e os Sistemas Brasileiros de Inspeção dos Insumos Agropecuários.

Considerando os municípios cujos Serviços de Inspeção Municipal já aderiram ao sistema estão Rosário do Sul/RS, Santa Cruz do Sul/RS, Alegrete/RS, Erechim/RS, São Pedro do Butiá/RS, Cascavel/PR e Uberlândia/MG. Outros 50 municípios estão em processo de adesão, sendo três consórcios de municípios. Os municípios de São Miguel do Oeste, Guaraciaba, Tunápolis, Anchieta e Iporã do Oeste em Santa Catarina aderiram em forma de Consórcio Público (Consórcio Intermunicipal Alimentar, Atenção à Sanidade Agropecuária e Desenvolvimento Local do Extremo Oeste de Santa Catarina).

Entre as vantagens de adesão ao Sisb/POA-Suasa, por exemplo, a permissão para que produtos inspecionados por qualquer instância do sistema possam ser comercializados em todo o território nacional. Outro benefício do sistema é a legalização e implementação de novas agroindústrias, uma vez que facilita a comercialização dos produtos industrializados localmente no mercado formal em todo o território brasileiro. O resultado disso é que o Suasa impulsiona a geração de postos de trabalhos e de renda entre as famílias envolvidas no processo produtivo, impulsionando o desenvolvimento local e dos territórios.

Para aderir ao Sisb/POA-Suasa os municípios tem duas formas: individual, onde cada município solicita sua adesão; ou coletiva, por meio de consórcio de municípios é que a estrutura do serviço (equipe técnica de inspeção, veículo, computador, telefone, e sala de trabalho) pode ser a mesma para todos os municípios que fazem parte do consórcio e os custos podem ser divididos entre eles.

Os municípios que optarem pelo consórcio devem primeiro criar o seu Serviço de Inspeção, individualmente, por meio de lei municipal e de regulamento, para depois estruturar e executar o serviço em conjunto.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)