Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/05/2016 18:00

STJ: ações de improbidade administrativa da Lava Jato não terão juiz único

Agência Brasil

 

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que o julgamento das ações de improbidade administrativa contra ex-dirigentes da Petrobras e de empreiteiras envolvidas nas investigações da Operação Lava Jato não será feito por um único juiz. A decisão da Primeira Turma da corte difere do procedimento adotado com as ações criminais, que estão concentradas, na primeira instância, com o juiz federal Sérgio Moro e no Supremo Tribunal Federal (STF) com o ministro Teori Zavaski.

De acordo com o STJ, ao analisar quatro ações civis públicas ajuizadas pelo Ministério Público Federal (MPF) relacionadas a envolvidos na Lava Jato, os membros da Primeira Turma, por unanimidade, mantiveram entendimento do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) no sentido de que as ações de improbidade administrativa devem ter livre distribuição.

O MPF considerou que, por se tratarem do mesmo esquema de corrupção, as ações deveriam ser julgadas pela 2ª Vara Federal de Curitiba. Para o Ministério Público, a separação dos processos poderia dificultar a compreensão completa dos fatos delituosos.

Durante no julgamento, ocorrido ontem (19), o presidente da Primeira Turma, ministro Sérgio Kukina, considerou que a concentração dos processos criminais da Lava Jato em um único juiz “não se revelou suficiente para a reunião dos processos”.

Edição: Fábio Massalli

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)