Cassilândia, Segunda-feira, 26 de Junho de 2017

Últimas Notícias

09/03/2007 07:20

STF vai decidir sobre iluminação pública

STJ

Caberá ao Supremo Tribunal Federal (STF) apreciar ação do Município de Aragoiânia visando restabelecer a eficácia da lei municipal que instituiu a contribuição para o custeio da iluminação pública. O envio da questão àquele tribunal foi determinado pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Raphael de Barros Monteiro Filho.

A discussão judicial começou com uma ação direta de inconstitucionalidade proposta pelo procurador-geral de Justiça de Goiás contra o município objetivando a suspensão da eficácia da Lei municipal 741/02. Uma liminar concedida pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça goiano garantiu a suspensão, o que levou o município a tentar reverter tal decisão no STJ.

Entre os argumentos do governo municipal, consta o de que a decisão causa grave lesão à segurança e à economia pública. Segundo alega, os prejuízos são irreparáveis, não só para o município, mas para a própria população, “que se vê frustrada da instalação, manutenção, melhoria e expansão da rede de iluminação pública e principalmente dos serviços de iluminação das vias públicas”.

Em sua decisão quanto ao pedido de suspensão de liminar e de sentença, o ministro ressalta que a competência do tribunal para suspender a execução de liminar nas ações movidas pelo poder público restringe-se àquelas causas que não tenham como fundamento matéria constitucional, caso em que a questão deve ser apreciada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a quem caberá apreciar o recurso extraordinário. Assim, negou provimento ao pedido e, por economia processual, determinou sua remessa ao STF.


Autor(a):Regina Célia Amaral

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 26 de Junho de 2017
Domingo, 25 de Junho de 2017
15:50
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)