Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

04/09/2013 16:06

STF rejeita recursos de Pedro Corrêa e Henrique Pizzolato

STFcia Brasil

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou, na tarde desta quarta-feira (4), os embargos de declaração na Ação Penal (AP) 470 apresentados pelas defesas do ex-deputado federal Pedro Corrêa e do ex-diretor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato. No julgamento da ação penal, Corrêa foi condenado à pena de 7 anos e 2 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Pizzolato foi condenado a 12 anos e 7 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro.

Na sequência, os ministros analisam o recurso apresentado pela defesa do deputado federal João Paulo Cunha.

Pedro Corrêa

Entre outras alegações, a defesa do ex-parlamentar apontava erro de cálculo na fixação da pena pelo crime de corrupção passiva, erro material na ata de julgamento quanto ao crime de quadrilha e a existência de contradições na condenação pelo crime de lavagem de dinheiro, além de questionar a dosimetria da pena e sustentar que a confissão do condenado não foi considerada para aplicação da atenuante prevista no artigo 65 do Código Penal.

Para o relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, nenhuma das alegações apresentadas no recurso são procedentes.

Henrique Pizzolato

Da mesma forma, foram rejeitados os embargos apresentados pela defesa do ex-diretor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato. Sua defesa alegava a nulidade da ação penal contra o réu, por existir processo em primeira instância no qual ele é investigado, com outros acusados, em relação aos mesmos fatos. Questionava a dosimetria das penas aplicadas e ainda apontava uma série de contradições e omissões referentes aos delitos pelos quais o ex-diretor foi condenado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)