Cassilândia, Segunda-feira, 27 de Março de 2017

Últimas Notícias

27/08/2007 19:41

STF recebe denúncia contra ex-líder do PMDB José Borba

STF

O Plenário do Supremo Tribunal Federal recebeu, há pouco, por unanimidade, denúncia do procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, contra o ex-líder do PMDB na Câmara e ex-deputado José Borba (PR) pelo crime de corrupção passiva, previsto no artigo 317 do Código Penal.

O procurador-geral acusa Borba (PR) de ter recebido um total de R$ 2,1 milhões em esquema de lavagem de dinheiro, negociado com o núcleo político do esquema do chamado “mensalão”, composto, segundo ele, pelo ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, pelo ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, pelo ex-presidente do PT José Genoino e pelo ex-secretário-geral do PT Sílvio Pereira. A contrapartida por esses recebimentos seria apoio político à base aliada do governo.

Em sua denúncia, Souza relata que Borba, quando líder do seu partido, mantinha contatos constantes com o publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza – tido como chefe do núcleo publicitário-financeiro que canalizava o dinheiro do mensalão para os políticos destinatários em troca de integrarem a base de apoio ao governo –, por considerá-lo “uma pessoa influente no governo federal”, e a ele recorria para reforçar seus pleitos de nomeação para cargos junto à administração federal.

Em seu voto, o ministro Joaquim Barbosa cita afirmação do procurador-geral segundo a qual Borba sempre procurou descaracterizar o recebimento direto do dinheiro. Mas diz que os aportes a ele destinados, entre setembro de 2003 e janeiro de 2004, somavam valores que variaram de R$ 200 mil a R$ 1 milhão.

Consta dos autos que Borba recebeu um pagamento de R$ 200 mil diretamente de Simone Vasconcelos, encarregada do chefe do núcleo publicitário-financeiro, Marcos Valério, de fazer boa parte dos repasses do esquema mensalão. O recebimento teria ocorrido na agência do Banco Rural no Brasília Shopping, na capital federal. Na oportunidade, Borba procurou o tesoureiro do banco em Brasília, José Francisco de Almeida, mas se recusou a assinar o recebimento do dinheiro. Isso motivou a ida de Simone à agência, onde ela sacou o dinheiro e o entregou diretamente ao parlamentar.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 27 de Março de 2017
Domingo, 26 de Março de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 25 de Março de 2017
21:10
Cassilândia
15:01
Curiosidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)