Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/08/2007 19:41

STF recebe denúncia contra ex-líder do PMDB José Borba

STF

O Plenário do Supremo Tribunal Federal recebeu, há pouco, por unanimidade, denúncia do procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, contra o ex-líder do PMDB na Câmara e ex-deputado José Borba (PR) pelo crime de corrupção passiva, previsto no artigo 317 do Código Penal.

O procurador-geral acusa Borba (PR) de ter recebido um total de R$ 2,1 milhões em esquema de lavagem de dinheiro, negociado com o núcleo político do esquema do chamado “mensalão”, composto, segundo ele, pelo ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, pelo ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, pelo ex-presidente do PT José Genoino e pelo ex-secretário-geral do PT Sílvio Pereira. A contrapartida por esses recebimentos seria apoio político à base aliada do governo.

Em sua denúncia, Souza relata que Borba, quando líder do seu partido, mantinha contatos constantes com o publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza – tido como chefe do núcleo publicitário-financeiro que canalizava o dinheiro do mensalão para os políticos destinatários em troca de integrarem a base de apoio ao governo –, por considerá-lo “uma pessoa influente no governo federal”, e a ele recorria para reforçar seus pleitos de nomeação para cargos junto à administração federal.

Em seu voto, o ministro Joaquim Barbosa cita afirmação do procurador-geral segundo a qual Borba sempre procurou descaracterizar o recebimento direto do dinheiro. Mas diz que os aportes a ele destinados, entre setembro de 2003 e janeiro de 2004, somavam valores que variaram de R$ 200 mil a R$ 1 milhão.

Consta dos autos que Borba recebeu um pagamento de R$ 200 mil diretamente de Simone Vasconcelos, encarregada do chefe do núcleo publicitário-financeiro, Marcos Valério, de fazer boa parte dos repasses do esquema mensalão. O recebimento teria ocorrido na agência do Banco Rural no Brasília Shopping, na capital federal. Na oportunidade, Borba procurou o tesoureiro do banco em Brasília, José Francisco de Almeida, mas se recusou a assinar o recebimento do dinheiro. Isso motivou a ida de Simone à agência, onde ela sacou o dinheiro e o entregou diretamente ao parlamentar.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)