Cassilândia, Domingo, 20 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

10/08/2005 08:33

STF: pauta de julgamentos previstos para esta quarta

STF

Confira, abaixo, o resumo dos julgamentos previstos para a sessão plenária desta quarta-feira (10), no Supremo. Informamos que a pauta está sujeita a mudanças sem aviso prévio. A TV Justiça (SKY, canal 95, e DirecTV, canal 209) e a Rádio Justiça (91.1 FM, em Brasília) transmitem os julgamentos ao vivo, inclusive pela internet. Horário: das 14h às 18h, com intervalo entre 16h e 16h30.

Habeas Corpus (HC) 85185
Roberto Luiz Justus x Relator do HC 39.955 do Superior Tribunal de Justiça
Relator: Cezar Peluso
O acusado está sendo processado pela suposta prática de crimes descritos nos incisos I e IV da Lei nº 8.137/90. O acusado alega, desde a primeira instância, ausência de justa causa para a ação penal, dada a pendência de recurso administrativo em que se discute o débito tributário. A defesa impetrou HC no STJ, contra decisão do TRF da 3ª Região que indeferiu liminar visando à suspensão de audiência de interrogatório. Alega que está na iminência de sofrer constrangimento ilegal em virtude de interrogatório marcado em ação penal à qual falta justa causa. O relator no STJ negou seguimento ao pedido aplicando a Súmula 691 do STF. Contra a decisão foi interposto o presente HC. O relator deferiu a liminar por entender que “as liminares sucessivamente indeferidas sufragaram decisão que colide, frontal e claramente, com a orientação adotada pelo Plenário desta Corte”.
Na sessão da 1ª Turma, em que se afetou o processo ao Plenário, levantou-se a questão de ordem para saber se há exceção para aplicação da Súmula 691 em face de flagrante ilegalidade.
Em discussão: saber se há exceção para aplicação da Súmula 691 em face de flagrante ilegalidade.
Leia mais:
21/06/2005 - 17:39 - Pleno julgará habeas corpus em favor de publicitário acusado de sonegação fiscal

Extradição (EXT) 915
Governo dos Estados Unidos da América x Ronald Peter Eichberg Leeds
Relator: Gilmar Mendes
Trata-se de pedido de extradição embasado em pronúncia por um Grande Júri e em mandado de prisão pela prática dos crimes de “conspiração para cometer fraude postal e telegráfica, fraude postal, fraude telegráfica e transporte em comércio interestadual de valores mobiliários roubados”. A defesa sustenta a inocência do extraditando, alega que a Polícia Federal tem sob guarda provas que o inocentam e acrescenta que já foi julgado por delito similar, sendo absolvido.
Em discussão: saber se o pedido de extradição preenche os requisitos que autorizam a concessão.
PGR: opina pelo deferimento parcial da extradição, excluindo-se os crimes de conspiração para a fraude e de transportes de valores ilicitamente obtidos, que não possuem correspondente no ordenamento brasileiro.

Recurso Extraordinário (RE) 416601
Associação Gaúcha de Empresas Florestais (Ageflor) x Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama)
Relator: Carlos Velloso
Recurso contra acórdão que concluiu pela constitucionalidade da Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental - TCFA, instituída pela Lei nº 10.165/00. Alega-se que a lei modifica o sistema sem possuir natureza de lei complementar e que a TCFA tem natureza de imposto. Sustenta-se, ainda, a existência de bitributação, já que a cobrança incide sobre atividades já taxadas pelo Ibama.
Em discussão: saber se a Lei 10.245/00 versa sobre matéria reservada a lei complementar, se a Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental possui natureza jurídica de imposto, por inexistir contraprestação, e se a taxa ofende o princípio da não bitributação, por incidir sobre atividades já taxadas pelo Ibama.

Reclamação (RCL) 2936 (Agravo Regimental)
Associação dos Juízes Federais da Primeira Região (Ajufer) x
União e Juiz Federal da 14ª Vara da Seção Judiciária do Distrito Federal
Relator: Marco Aurélio
Reclamação em que se argumenta que usurpa competência da União a decisão de juiz federal que deferiu pedido de antecipação de tutela para determinar a correção monetária, pelo INPD, do abono da magistratura previsto na Lei nº 10.474/02. O relator deferiu a medida liminar. Contra a decisão foi interposto agravo regimental.
Em discussão: saber se a reclamação proposta substituiu recurso cabível e se causa que envolve abono da magistratura é de competência do STF.

Reclamação (RCL) 1789 (Embargos de declaração)
Sindicato dos Servidores do Ministério da Fazenda do Rio Grande do Sul – SINFAZ/RS x União
Relatora: Ellen Gracie
A Reclamação contesta decisão do TRF da 4ª Região que deferiu antecipação de tutela em ação civil pública em que se pleiteia a restituição do pagamento da Gratificação de Desempenho de Atividade Tributária. Sustenta-se ofensa à decisão proferida na ADC nº 4, que declarou a constitucionalidade do art. 1º, da Lei 9.464/97. A ação foi julgada procedente e contra a decisão foram opostos embargos de declaração.
Em discussão: saber se a decisão que deferiu antecipação de tutela ofendeu a autoridade da decisão proferida na ADC nº 4 e se houve omissão, obscuridade e contradição alegadas.

Reclamação (RCL) 2005 (Agravo Regimental)
Maria Cristina Vendas Vilas de Carvalho x União
Relator: Joaquim Barbosa
Reclamação contra decisão que deferiu antecipação de tutela, determinando que a reclamante procedesse à revisão remuneratória de servidor público federal. Sustenta-se ofensa à decisão proferida na ADC. O relator julgou procedente a reclamação. Contra a decisão foi interposto agravo regimental em que se sustenta a inaplicabilidade da ADC 4 porque as verbas em questão (reajustes) não configuram vantagem.
Em discussão: saber se decisão que defere antecipação de tutela e determina a revisão remuneratória de servidor público federal ofende a autoridade da decisão proferida na ADC 4.

Reclamação (RCL) 2482
União x relator do AI Nº 2003.03.00.050665-4 do TRF da 3ª Região
Relator: Sepúlveda Pertence
Trata-se, na origem, de mandado de segurança contra a União que envolve diferenças referentes a pro labora ad exitum e a representação mensal. A medida liminar foi indeferida, sendo interposto contra AI, ao qual foi dado efeito suspensivo para determinar que a autoridade coatora se abstenha de realizar os descontos em folha de pagamento. Alega que a decisão reclamada ofende autoridade da decisão proferida na ADC 4/DF. O relator deferiu a liminar. Contra a decisão foi interposto agravo regimental.
Em discussão: Saber se a decisão atacada, que determina que a suspensão dos descontos em folha de pagamento relativamente às diferenças referentes ao pro labora ad exitum e à representação mensal, ofende a autoridade da decisão proferida na ADC 4.

Reclamação (RCL) 2887 (Agravo Regimental)
Estado de Mato Grosso do Sul x relator do Agravo de Instrumento nº 2004.010202-9 do TJ-MS
Interessado: Alexandra Maria Favaro e outro(a/s)
Relator: Marco Aurélio
A ação contesta decisão em agravo de instrumento que reformou decisão de indeferimento de liminar em ação ordinária que visa o restabelecimento de adicional de função e gratificação pelo exercício da função de advogado. Sustenta-se ofensa à decisão proferida na ADC 4. O relator deferiu a medida cautelar e, posteriormente, declarou o prejuízo do pedido formulado ante a informação do provimento do agravo regimental interposto contra a decisão reclamada. Contra essa decisão, foi interposto o presente agravo regimental.
Em discussão: saber se há perda de objeto em reclamação cujo ato reclamado foi reformado, ainda que a decisão reformadora seja objeto de recurso.

Agravo de Instrumento (AI) 476260 (Agravo Regimental)
Zuleide de Vasconcelos Amaral e outros x Estado de São Paulo
Relator: Carlos Ayres Britto
Agravo de Instrumento contra decisão que negou seguimento a RE interposto contra acórdão que entendeu ser devida indenização por crédito de horas. O RE teve seguimento negado. Contra a decisão foi interposto o presente agravo regimental.
Em discussão: saber se aplica-se o protocolo integrado aos recursos dirigidos às instâncias extraordinárias.

Agravo de Instrumento (AI) 507874 (Agravo Regimental)
Carlos Alberto Queiroz Filho e outros x Estado de São Paulo
Relator: Carlos Ayres Britto
Agravo de Instrumento contra decisão que negou seguimento a RE interposto contra acórdão que negou mandado de segurança em que se pretende revisão anual de vencimentos. O relator negou seguimento por entender ser extemporâneo o RE. Contra a decisão foi interposto o presente agravo regimental.
Em discussão: saber se aplica-se o protocolo integrado aos recursos dirigidos às instâncias extraordinárias.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Agosto de 2017
Sábado, 19 de Agosto de 2017
20:38
Para o fim de semana
10:00
Receita do dia
Sexta, 18 de Agosto de 2017
Quinta, 17 de Agosto de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)