Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/10/2005 14:16

STF nega a deputados a suspensão de processo de cassação

Inara Silva / Campo Grande News

O ministro Carlos Ayres Britto do STF (Supremo Tribunal Federal) arquivou o mandado de segurança impetrado por cinco parlamentares do PT que pediam a suspensão do pedido de abertura de processo que pode levar à cassação de seus mandatos por quebra de decoro parlamentar. Os deputados federais João Paulo Cunha (SP), Josias Gomes da Silva (BA), Professor Luizinho (SP), Paulo Rocha (PA) e José Mentor (SP) tentavam evitar que o Conselho de Ética instaurasse hoje o processo disciplinar contra eles, mas o ministro considerou a alegação improcedente.
Ao todo, o Conselho de Ética deve instaurar às 18h (horário de Brasília) processo contra 13 parlamentares acusados de envolvimento no suposto esquema do "mensalão". Nesta hora, vence também o prazo final para uma eventual renúncia dos parlamentares que quiserem preservar o direito de disputar as próximas eleições e evitar a cassação dos direitos políticos por oito anos.
Os deputados foram citados no relatório das comissões parlamentares mistas de inquérito dos Correios e da Compra de Votos. São eles João Magno (PT-MG); João Paulo Cunha (PT-SP); José Borba (PMDB-PR); José Janene (PP-PR); José Mentor (PT-SP); Josias Gomes (PT-BA); Paulo Rocha (PT-PA); Pedro Corrêa (PP-PE); Pedro Henry (PP-MT); Professor Luizinho (PT-SP); Roberto Brant (PFL-MG); Vadão Gomes (PP-SP) e Wanderval Santos (PL-SP).
Também foram acusados pelas CPMIs dos Correios e da Compra de Votos José Dirceu (PT-SP), Romeu Queiroz (PTB-MG) e Sandro Mabel (PL-GO), que já estavam sendo processados no Conselho de Ética. Além deles, foram denunciados Roberto Jefferson (PTB-RJ), já cassado, e Carlos Rodrigues (PL-RJ), que renunciou ao mandato. Com informações do site do STF.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)