Cassilândia, Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017

Últimas Notícias

17/10/2005 14:16

STF nega a deputados a suspensão de processo de cassação

Inara Silva / Campo Grande News

O ministro Carlos Ayres Britto do STF (Supremo Tribunal Federal) arquivou o mandado de segurança impetrado por cinco parlamentares do PT que pediam a suspensão do pedido de abertura de processo que pode levar à cassação de seus mandatos por quebra de decoro parlamentar. Os deputados federais João Paulo Cunha (SP), Josias Gomes da Silva (BA), Professor Luizinho (SP), Paulo Rocha (PA) e José Mentor (SP) tentavam evitar que o Conselho de Ética instaurasse hoje o processo disciplinar contra eles, mas o ministro considerou a alegação improcedente.
Ao todo, o Conselho de Ética deve instaurar às 18h (horário de Brasília) processo contra 13 parlamentares acusados de envolvimento no suposto esquema do "mensalão". Nesta hora, vence também o prazo final para uma eventual renúncia dos parlamentares que quiserem preservar o direito de disputar as próximas eleições e evitar a cassação dos direitos políticos por oito anos.
Os deputados foram citados no relatório das comissões parlamentares mistas de inquérito dos Correios e da Compra de Votos. São eles João Magno (PT-MG); João Paulo Cunha (PT-SP); José Borba (PMDB-PR); José Janene (PP-PR); José Mentor (PT-SP); Josias Gomes (PT-BA); Paulo Rocha (PT-PA); Pedro Corrêa (PP-PE); Pedro Henry (PP-MT); Professor Luizinho (PT-SP); Roberto Brant (PFL-MG); Vadão Gomes (PP-SP) e Wanderval Santos (PL-SP).
Também foram acusados pelas CPMIs dos Correios e da Compra de Votos José Dirceu (PT-SP), Romeu Queiroz (PTB-MG) e Sandro Mabel (PL-GO), que já estavam sendo processados no Conselho de Ética. Além deles, foram denunciados Roberto Jefferson (PTB-RJ), já cassado, e Carlos Rodrigues (PL-RJ), que renunciou ao mandato. Com informações do site do STF.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 24 de Janeiro de 2017
Segunda, 23 de Janeiro de 2017
20:53
Loteria
09:00
Maternidade
Domingo, 22 de Janeiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 21 de Janeiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)