Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/05/2006 14:11

STF julga hoje ação contra lei aprovada no Estado

Maristela Brunetto / Campo Grande News


O plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) julgará hoje o mérito de uma ação direta de inconstitucionalidade apresentada pela Conamp (Associação Nacional dos Membros do Ministério Público) contra dispositivos da lei complementar nº 114/05 de Mato Grosso do Sul, que define competências exclusivas à Polícia Civil. Na ação, a Conamp contesta vários artigos da lei.
Trata-se de uma norma sobre a lei orgânica da Polícia Civil do Estado, a organização institucional, as carreiras, os direitos e obrigações dos integrantes. Conforme a ação, a inconstitucionalidade estaria na expressão “com exclusividade”. Ela está artigo 1º, que determina à Polícia Civil , em caráter exclusivo, o papel de polícia judiciária, investigadora e apuradora no Estado, de crimes, exceto envolvendo militares; no artigo 6º consta inciso que atribui à polícia a exclusividade nos atos necessários nas áreas criminalística e criminológica; e no artigo 7º, ao falar do inquérito policial, termo circunstanciado de ocorrência e outros procedimentos que tratam das infrações administrativas e criminais.
A alegação é que da forma como a lei está, o Ministério Público tem seu papel limitado na área criminal, já que a lei “reduz o número de legitimados ao exercício de investigação criminal”. Segundo a entidade que apresentou a ação, a expressão “com exclusividade” tira competência privativa da União para legislar sobre Direito processual penal. No Código de Processo Penal, que é uma lei superior, não existe a palavra exclusividade.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)