Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

30/04/2015 09:00

STF derruba liminar e Lei da Pesca volta a perder validade em MS

Campo Grande News
Para OAB, lei traz riscos ao estoque pesqueiro no Estado. (Foto: Thiago Pereira)Para OAB, lei traz riscos ao estoque pesqueiro no Estado. (Foto: Thiago Pereira)

A Lei da Pesca voltou a perder validade em Mato Grosso do Sul. A OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) obteve decisão no STF (Supremo Tribunal Federal) para manter a inconstitucionalidade da Lei 3.886, que foi promulgada em 28 de abril de 2010.

De acordo com o advogado André Borges, que representa a OAB, a lei havia perdido validade após o TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) derrubar sua vigência em dezembro de 2010. Contudo, a Assembleia Legislativa ingressou com recurso e obteve liminar em fevereiro deste ano no tribunal, junto à vice-presidência, para suspender a decisão.

Desta forma, a OAB ajuizou ação cautelar no STF e obteve, no último dia 22 de abril, liminar do ministro Marco Aurélio. Agora, a Lei da Pesca voltou a ser proibida em Mato Grosso do Sul.

A entidade alegou riscos ao estoque pesqueiro. “Sob o angulo do risco, aduz que o período de proibição da pesca no Estado, conhecido como piracema, encerrou em 28 de fevereiro de 2015. Então, ao emprestar o efeito suspensivo, o Tribunal abriu margem ao exercício da pesca, podendo prejudicar o estoque pesqueiro”, argumenta a OAB na ação.

Por sua vez, a Assembleia alega possíveis prejuízos ambientais resultantes da falta de regulamentação da pesca no Estado.

Ao contrário da legislação federal, a Lei da Pesca permite a utilização de equipamentos considerados predatórios, como joão-bobo, boia fixa ou cavalinho e anzol de galho. Conforme o advogado, agora a pesca volta a ser regida por lei federal e pela legislação que antecedia a Lei 3.886.

“A Lei da Pesca utilizou um padrão liberalizante, enquanto é raridade é achar um peixe nos rios do Estado, não tem peixes. A lei foi na contramão do meio ambiente”, afirma Borges.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)